Mulher morre esfaqueada em apartamento no Jd. Chapadão
Reprodução: ACidade ON
Mulher morre esfaqueada em apartamento no Jd. Chapadão

Uma mulher de 45 anos morreu após ser esfaqueada em um apartamento na madrugada deste domingo (1º) no bairro Jardim Chapadão , em Campinas. A suspeita é que o ex-companheiro, de 38 anos, invadiu o prédio onde a vítima mora, pulando o muro, para cometer o crime. O homem está foragido.

A vítima, a vendedora Cibele Ramires Almeida, morreu no local após receber duas facadas, uma no abdômen e outra no coração. A filha de 3 anos do casal estava também na residência no momento do crime. Segundo a Polícia Civil, a mulher tinha medida protetiva contra ele (leia mais abaixo).

Ainda de acordo com a investigação, a faca que teria sido usada no crime foi apreendida e o caso ocorreu em um apartamento na Rua Reinaldo Laubeinstein por volta de 4h.

O homem teria chegado no prédio onde a vítima morava antes, às 1h. A polícia disse que e le forçou o portão, mas não conseguiu entrar. No entanto, o homem teria invadido o prédio pulando o muro e foi até o apartamento. Um vizinho ouviu um barulho neste momento.

Por volta de 4h, os vizinhos escutaram o pedido de socorro da vítima. Por conta disso, eles foram até o apartamento, mas o homem já havia saído. Os moradores acionaram o Resgate, do Corpo de Bombeiros, mas ela faleceu no local.

MEDIDA PROTETIVA

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a mulher tinha um boletim de ocorrência de ameaça contra o companheiro e também uma medida protetiva. O casal está separado há dois anos, mas voltou a morar junto neste ano por 4 meses, de março a junho.

Anteriormente, o homem já havia sido preso por descumprimento de uma medida protetiva de outro relacionamento. Ele também já havia entrado outras vezes no prédio, aproveitando-se do momento de saída de outros moradores.

Além da filha de três anos com o homem, a vítima tem uma filha de 15 anos de outro relacionamento.

CÂMERA DE SEGURANÇA

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo, "não foi possível gravar as imagens das câmeras de segurança do condomínio, uma vez que o funcionário responsável só consegue gravá-las na segunda-feira, porém se comprometeu a apresentá-las com urgência na 1ª DDM Campinas."

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários