Polícia suspeita que motorista sequestrado tenha envolvimento na morte de PMs
Reprodução: ACidade ON
Polícia suspeita que motorista sequestrado tenha envolvimento na morte de PMs

O motorista do caminhão da Samsung que foi sequestrado em uma ação violenta que terminou na morte de dois policiais aposentados de Campinas foi preso temporariamente na última sexta-feira (30), na capital paulista. As vítimas estavam fazendo a escolta do veículo com uma carga de celulares avaliada em R$ 3 milhões (relembre o caso abaixo)

As investigações ocorrem pela delegacia de Cajamar. Segundo informações da Polícia Civil, em depoimento, o motorista apresentou versões desencontradas da história. 

O envolvimento dele no crime ainda será apurado. Mas a suspeita é de que ele seja cúmplice dos criminosos que mataram os policias Eliseu Aparecido Silva Parreira, de 57 anos, e Paulo Roberto de Oliveira, de 52. 

O motorista ficará preso por 30 dias na cadeia de Cajamar. Os outros criminosos não foram identificados até o momento.   

A Samsung foi procurada, mas informou em nota que não comenta sobre investigações que estão em andamento. 

CARRO CARBONIZADO 

Um carro com as mesmas características de um dos veículos usados por criminosos na tentativa de assalto foi encontrado carbonizado na última quinta-feira (29), na Estrada da Vargem Grande, na altura de Franco da Rocha. O veículo será periciado. 

ENTENDA O CASO

Dois policiais militares aposentados de Campinas morreram durante uma tentativa de roubo a um caminhão com carga de celulares da Samsumg, na madrugada do último dia 28 de julho, na região de Jundiaí. 

Os policiais estavam fazendo escolta da carga com 2 mil aparelhos avaliada em mais de R$ 3 milhões quando criminosos fortemente armados abordaram o caminhão. A carreta havia saído de Cajamar em direção a Ribeirão Preto. 

Na ação, a quadrilha usou ao menos quatro carros para cometer o crime. De acordo com a PM (Polícia Militar), o motorista teria desembarcado e fugido. O veículo foi, então, trancado automaticamente e os criminosos não conseguiram levar a carga. 

Horas depois o caminhão foi encontrado com os produtos intactos. Só que, até este momento, os policiais não haviam sido encontrados. Para achá-los, foi montada uma operação envolvendo equipes de várias cidades da região. 

BUSCAS PELOS POLICIAS 

No mesmo dia, durante as buscas equipes da PM, encontraram o veículo de escolta com os policiais já mortos. Eles tinham cerca de 50 anos. O carro foi alvejado com tiros de fuzil. 

Segundo a polícia, o criminosos jogaram os policiais de um barranco na altura do quilômetro 46 da Rodovia Anhanguera, no limite entre as cidades de Cajamar e Jundiaí. 

O carro e os policiais estavam com marcas de disparos de fuzil. Nenhum suspeito foi preso e nem o armamento usado pelos suspeitos foi apreendido.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários