Tomar pouca água aumenta risco de infarto no Inverno
Reprodução: ACidade ON
Tomar pouca água aumenta risco de infarto no Inverno


Você sabia que o baixo consumo de água pode aumentar os riscos de infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral)? E, no Inverno os riscos são ainda maiores. Isso porque no frio, alguns hábitos acionam gatilhos que colocam em risco a saúde do nosso coração, segundo especialistas.

O médico cardiologista do Hospital Vera Cruz de Campinas, Sílvio Gioppato, explicou que as internações subiram na unidade no segundo trimestre de 2021, em comparação aos meses de janeiro, fevereiro e março desse ano.

"Fazendo a comparação, entre os meses de abril e junho houve um aumento de 47% nos casos de síndromes coronarianas agudas (as que demonstram redução ou bloqueio súbito do fluxo sanguíneo para o coração)", disse o especialista.

Além disso, o cardiologista aponta que cresceu em 21,5% os casos de AVC (Acidente Vascular Cerebral) no mesmo período, época em que as temperaturas começaram a cair na cidade.

"As baixas temperaturas contribuem com a contração dos vasos na superfície do corpo, o que pode provocar uma sobrecarga no sistema circulatório e motivar o aumento do risco de infarto", explicou Gioppato.

O cardiologista ainda explica que é comum sentirmos menos sede no inverno e por conta disso, ingerimos uma menor quantidade de água.

"Quando ingerimos menos líquidos, nosso sangue fica mais viscoso, mais espesso, o que pode ocasionar em coágulos, que interrompem o fluxo sanguíneo de forma súbita e intensa", disse o cardiologista.

Os alimentos gordurosos que são mais consumidos no inverno também representam riscos para o coração.

"Os carboidratos são alimentos pro-inflamatórios, que podem causar infarto. Então, quanto mais ingerirmos alimentos calóricos e gordurosos, maiores são as chances de sofrermos um infarto ou AVC", disse.

O especialista alerta que idosos ou portadores de doença na artéria nãos os que estão mais propensos a sofrer infarto devido ao frio.

"Essa artéria é a responsável pela chegada do oxigênio e outros nutrientes ao miocárdio e com ela obstruída ou sem funcionar como deveria, o sistema circulatório para", explica

Confira algumas dicas para você manter a saúde do seu coração em dia:

DICAS PARA EVITAR O PROBLEMA

Para prevenir o infarto devido ao frio, o cardiologista recomenda tomar alguns cuidados, como:

1- Estar bem agasalhado, incluindo as extremidades (cabeça, mãos e pés) por onde perdemos muito calor para o meio ambiente;

2- Evitar exposição a grandes e súbitas variações de temperatura (choque térmico);

3- Ingerir muito líquido - No inverno há uma tendência a menor ingestão de líquidos levando a um estado de desidratação relativa o que aumenta a viscosidade do sangue (sangue grosso) favorecendo a formação de coágulos dentro dos vasos;

4- Alimentação saudável - No inverno há também uma tendência ao consumo de alimentos hipercalóricos ricos em gorduras saturadas, carboidratos de rápida absorção além do excesso de sódio. Tudo isso aumenta o risco de eventos cardiovasculares. Por isso escolha alimentos saudáveis: Vegetais crús e cozidos, carnes magras, grãos e frutas;

5- Atividade física - O inverno tem também uma tendência a afastar as pessoas das atividades físicas. Não deixe isso acontecer! Atividade física é fundamental para o coração. Mas lembre-se, use roupas adequadas para se proteger do frio. O aquecimento e o alongamento são essenciais para evitar lesões.

TEMPERATURAS BAIXAS

Em temperaturas mais frias, abaixo de 14°C, acredita-se que tenhamos um aumento do número de infarto agudo do miocárdio (entre 13 a 30%). Isso se deve a uma resposta do organismo a manutenção de nossa temperatura corporal, com consequente liberação de hormônios (da família da adrenalina), levando a diminuição do calibre dos vasos de sangue.

SINTOMAS DE INFARTO

O infarto pode se manifestar de formas variadas. A população deve estar atenta a sinais como:

1- Forte dor no peito, especialmente se houver características de ser um aperto e associadas a algum tipo de esforço físico, e cansaço. Esta dor pode se estender para o braço (esquerdo, principalmente) ou mandíbula.

2- Suor frio, náuseas e vômitos costumam acompanhar o quadro.
Nessas situações, procure um médico preventivamente. Nem sempre as mulheres e os diabéticos têm sintomas clássicos. Nestes, as dores podem ter pouca intensidade, com características diferentes.

O QUE FAZER

Sempre que houver suspeita de infarto o paciente deve ir imediatamente a um serviço de emergência para que seja avaliado.

O diagnóstico e tratamento do infarto devem acontecer de forma rápida e dentro de uma unidade de Saúde.

O paciente sempre deve avisar que está sentindo dor no peito ou falta de ar e solicitar que seja realizado um exame de eletrocardiograma nos primeiros 10 minutos de sua chegada ao hospital.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários