Campinas terá dias quentes nesta semana.
Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas
Campinas terá dias quentes nesta semana.


Os moradores de Campinas e região devem se preparar para o calor intenso desta semana. Após a massa de ar frio registrada no último mês, agora é a vez de lidar com as temperaturas em elevação. 

Segundo os meteorologistas, as temperaturas sobem ainda mais nessa semana, mas há também boas notícias: a chuva tão esperada deve vir, e com bom volume. Até a chegada dela, no entanto, há alertas sobre o calor intenso. 

De acordo com o Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp, já nesta segunda-feira a temperatura máxima deve ficar em 32ºC, mas o maior forte calor vai ser sentido mesmo entre quarta e quinta-feira. Nesses dias, as máximas ficam entre 33ºC e 34ºC na região. No sol, no entanto, a sensação será ainda mais quente. 

"A temperatura que a gente mede e prevê é a temperatura do ar na sombra. Evidentemente pessoas que circulam no Centro da cidade, centros urbanos, lugares com muito asfalto a temperatura fica mais alta que isso. Além de que, se a pessoa tiver debaixo do sol vai perceber a temperatura bem mais elevada", disse Bruno Bainy, meteorologista do Cepagri. 

Em Campinas, ao longo dos últimos 30 anos, o centro registrou menos de 10 ocorrências de temperatura máxima igual ou maior que 34°C durante o mês de agosto. Segundo Bruno, Entre 32ºC e 33°C a frequência é bem maior, são mais de 50 casos desses registros, mas ainda assim são temperaturas elevadas para essa época do ano ainda estamos no Inverno. 

ALERTAS

Neste fim de semana, a Defesa Civil do Estado chegou a emitir um boletim de aleta sobre a onda intensa de calor. Segundo o documento, há previsão para temperaturas máximas de 35°C e sensação térmica vai chegar aos 36°C. 

Hoje (23), o órgão emitiu um novo alerta para risco de incêndio em razão das altas temperaturas. Segundo a Defesa Civil, entre hoje e quinta-feira (26), as temperaturas tendem a subir gradativamente, com momentos de calor intenso. Como não há previsão para chuvas, a umidade relativa do ar permanecerá baixa e o risco de incêndios aumentará ainda mais. 

Você viu?

TEMPO SECO E PREVISÃO DE CHUVA

De acordo com o Cepagri, até a quinta-feira, o tempo segue firme, com temperaturas elevadas e baixa umidade relativa do ar (mínima entre 15% e 20% à tarde) e pouca ou nenhuma nebulosidade.

Já entre quinta e sexta-feira é esperado um aumento de nebulosidade, com chuvas chegando à região entre sexta e sábado, em função da passagem de uma frente fria, que também causará temperaturas mais amenas. 

Segundo o Centro, há bons indicativos de chuvas em volumes importantes no final de semana, estimados em cerca de 20 mm pelos modelos matemáticos de previsão do tempo. Essa frente fria deve permanecer estacionária ao longo do final de semana, provocando chuvas recorrentes até o final do mês. 

CUIDADOS

Até a chegada de chuva, os órgãos alertam que a combinação de temperaturas elevadas, baixa umidade e aumento da poluição atmosférica (pela falta de chuvas, estagnação do ar e aumento de queimadas) causa não somente desconforto físico (em especial, sensação de cansaço e incômodo nas mucosas), mas pode significar riscos à saúde humana, em particular pessoas com comorbidades cardíacas e respiratórias, crianças e idosos. 

É recomendada atenção à possíveis sintomas, e cuidados com a hidratação de pele, mucosas e pela ingestão de líquidos, bem como à prática de atividades físicas (carga exigida e horário de execução).

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários