A febre maculosa é transmitida pelo carrapato-estrela, que geralmente se hospeda em capivaras (Foto: Luciano Claudino/Código19/Arquivo)

A secretaria de Saúde de Campinas confirmou hoje (30) que duas pessoas morreram vítimas de febre maculosa na cidade nesse ano. As duas mortes ocorreram no mês de julho. A vítima mais nova era um adolescente de 13 anos e a mais velha, um homem de 58 anos.

Segundo a pasta, o primeiro óbito foi de um técnico agrícola de 58 anos. O profissional circulava em muitos lugares por conta da profissão, mas o último local onde esteve foi no distrito de Sousas região com grande área rural em Campinas.

Já a vítima mais recente foi um adolescente de apenas 13 anos. Também de acordo com a investigação da Saúde, o provável local de infecção do menino ocorreu no bairro Vista Alegre região onde o adolescente morava.  A febre maculosa é transmitida pelo carrapato-estrela, que geralmente se hospeda em capivaras (leia mais abaixo).

NÚMEROS

Em todo ano, Campinas registrou esses dois casos de febre maculosa, sendo ambos fatais . Em 2020, foram sete casos da doença, sendo que cinco pessoas acabaram morrendo devido a gravidade.

INVESTIGAÇÃO

A Saúde explicou que, após a constatação das mortes, é adotado o procedimento padrão, que é a investigação de prováveis locais de infecção pelo carrapato estrela.

O Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) informou também que faz visitas domiciliares e diagnóstico ambiental com pesquisa acarológica e manejo ambiental nos lugares onde ocorreu a possível incidência do carrapato contaminado.

A FEBRE MACULOSA

A febre maculosa é transmitida pelo carrapato-estrela, que geralmente se hospeda em capivaras. Os sintomas iniciais da febre maculosa são febre, dor no corpo, mal-estar , podendo também causar náuseas e vômitos, diarreia e dor abdominal. Também podem aparecer manchas vermelhas pelo corpo.

É importante que pessoas que apresentem sintomas entre dois e 14 dias após terem entrado em áreas de risco procurem uma unidade de saúde e avisem que podem ter tido contato com carrapatos.

A doença tem tratamento que está disponível em todas as unidades públicas do município -, mas tem rápida evolução. Se não tratada, pode levar o paciente a óbito em seis a oito dias. Não existe vacina contra febre maculosa.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários