Vacina contra a covid-19 (Foto: Karen Fontes/Código19)
Vacina contra a covid-19 (Foto: Karen Fontes/Código19) 

A secretaria de Saúde de Campinas anunciou nesta sexta-feira (17) que já aplicou 437 doses de reforço (3ª dose) em idosos. O dado foi divulgado hoje em live da Prefeitura de Campinas sobre a situação da pandemia na cidade.

O reforço na vacinação começou em pessoas acamadas e moradores de ILPIs (Instituições de Longa Permanência de Idosos). Neste público, a equipe da Saúde foi até os locais para realizar a vacinação.

Já o agendamento para moradores acima de 85 anos foi aberto na segunda-feira (13). No total, foram disponibilizadas oito mil vagas.

A dose extra contempla idosos que receberam a segunda dose há pelo menos seis meses,
ou seja, que receberam a última dose em março. Ao todo, segundo o levantamento da Saúde, 4.157 idosos com mais de 60 anos estão aptos atualmente para receber a dose adicional.

O objetivo principal da dose de reforço, segundo o Estado, é garantir proteção adicional à população mais vulnerável a variantes mais contagiosas do coronavírus, como a delta. No dia 31 de agosto, o governo estadual confirma variante delta em Campinas.

PRÓXIMO PÚBLICO

Após a vacinação dos idosos com mais de 85 anos, será aberto o agendamento em ordem decrescente, conforme determinação do PEI (Programa Estadual de Imunização), até atingir todas as pessoas com 60 anos ou mais.

De acordo com a diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) de Campinas, Andrea von Zuben, o próximo agendamento deve ser aberto na segunda-feira (20).

Segundo o governo paulista, a vacinação deverá contemplar todos os idosos com mais de 60 anos e imunossuprimidos até o dia 10 de outubro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários