Biblioteca Ernesto Manuel Zink recebe evento de quadrinhos desde 2013.
Divulação/PMC
Biblioteca Ernesto Manuel Zink recebe evento de quadrinhos desde 2013.


O Dia do Quadrinho Nacional , realizado em Campinas desde 2013, rendeu à Biblioteca Municipal Professor Ernesto Manoel Zink uma indicação ao 33º Troféu HQMIX, o "Oscar dos quadrinhos nacionais", na categoria Eventos. A premiação abrange 26 categorias que, na etapa seguinte, irão para votação do júri nacional, composto por mais de dois mil profissionais da área de quadrinhos.

A edição que colocou a Biblioteca na lista de indicados foi realizada em fevereiro de 2020, com o tema Distopia, e contou com apresentação de K-pop, oficina de origami, jogos e sorteios.  Além disso, uma das mostras do evento homenageou o quadrinista Laudo Ferreira, vencedor de prêmios, inclusive no HQMIX, e conhecido por trabalhos como  “Yeshuah Absoluto”, “Cadernos de Viagem” e a minissérie “Depois da meia-noite”.

“O HQMIX é uma premiação extremamente relevante no cenário nacional. A visibilidade é imensa, é uma grande honra receber a indicação. Lembrando que a atividade sempre foi feita de forma colaborativa, com envolvimento de vários parceiros, escolas de arte da cidade, amantes da nona arte, quadrinistas", disse a bibliotecária Suze Elias, da Biblioteca Zink, sobre a indicação.

O evento também teve a participação de Jefferson Costa (Jeremias: pele), João Pinheiro (Carolina), Verônica Berta (Ânsia eterna, indicada ao Jabuti), Aline Zouvi (publica na folha, Piauí), Mario Cau, Bira Dantas, Gilmar, Ruis Vargas, Caetano Cury Nardi (Téo & o mini mundo), Zarabatana Books, Digo Freitas, João Gabriel, Rafael Danesin, Paulo Kielwagen, Diego Augusto, Ana lívia Vidal, Amanda Loyolla, Edegar Agostimho, Juliano Sousa, Dadí,. Eder Galileu, Gustavo Piacentini, Marcos Venceslau, Wilski Barbosa, Banca do Gibi, HQ Br, Chairim Arraes e Leopoldo Anjo.

A primeira edição do Dia do Quadrinho Nacional na Biblioteca Zink foi realizada em 2013. O evento contou com a participação de quadrinistas de Campinas, RMC, ABC e São Paulo. Entre os participantes, alguns premiados com o próprio HQMIX, Troféu Angelo Agostini, Jabuti e até detentores de prêmios concedidos fora do país.

Edição indicada a prêmio teve o tema Distopia.
Divulgação/PMC
Edição indicada a prêmio teve o tema Distopia.


Sobre o Troféu

A seleção dos indicados ao Troféu HQMIX demandou quatro meses de análise por um júri de especialistas que indicaram o alto grau de talento e qualidade entre os inscritos. A divulgação dos vencedores, após a votação nacional, será no mês de novembro. O evento virtual da entrega dos troféus será dia 27 de novembro, pelas redes sociais do SESC SP.

O troféu HQMIX foi criado em 1988 pelos cartunistas Jal e Gual com a finalidade de premiar e divulgar a produção de histórias em quadrinhos, cartuns, charges e as artes gráficas como um todo no Brasil.


A cada ano são escolhidos, por meio de votação, os que mais se destacaram entre as várias categorias que compõem a premiação. Desde o início, o apresentador Serginho Groisman tem sido parceiro no processo. A Associação dos Cartunistas do Brasil e o Instituto do Memorial de Artes Gráficas do Brasil são as duas entidades que organizam o troféu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários