Indústria prevê último trimestre melhor na região de Campinas
Reprodução: ACidade ON
Indústria prevê último trimestre melhor na região de Campinas

Para 67% das empresas associadas à regional Campinas do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), os últimos três meses do ano terão um resultado econômico melhor do que o alcançado no mesmo período de 2020.

A Pesquisa de Sondagem Industrial de outubro na região de Campinas apontou ainda que 17% dos participantes do levantamento na região esperam dados muito melhores, 5% aguardam índices iguais e 11% preveem números piores.

A expectativa positiva do setor serve como amostra do momento vivido atualmente, já que 55% das entidades que responderam à pesquisa perceberam um faturamento maior neste mês. Em setembro, 44% perceberam a melhora.

Conforme o vice-diretor do Ciesp Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, outros indicadores, como volume de produção, queda no endividamento e lucratividade também apontam para o que chama de "retomada sustentável".

O Ciesp Campinas conta com 494 associadas, distribuídas em 19 municípios da região. O faturamento conjunto das empresas associadas é de R$ 41,52 bilhões ao ano. Conjuntamente essas empresas empregam 98.894 colaboradores.

MAS E A INFLAÇÃO?

Apesar do otimismo, a direção da regional do Ciesp mencionou preocupação com os efeitos da inflação e com o aumento nos custos das matérias-primas para os próximos meses. O temor foi apontado nessa pesquisa por 67% das empresas.

Outros motivos de alerta para as indústrias, segundo o levantamento do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, são os custos com energia, água e transporte. Para 85% das associadas, essas contas aumentaram em outubro.

NÍVEL DE EMPREGO

Com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o Ciesp teve até setembro um saldo positivo de 971 empregos. Já no acumulado de janeiro a setembro, o número é de 8.928 vagas criadas.

BALANÇA POSITIVA

O valor exportado pelas indústrias da região em setembro de 2021 foi de US$ 282,2 milhões, 25,2% maior do que no mesmo mês de 2020. Já as importações foram de US$ 1,124 bilhão, 21,8% maior do que em setembro do ano passado.

Com isso, o saldo foi negativo em US$ 842 milhões, 20,8% maior do que o registrado em setembro de 2020. Já a soma das exportações e importações foi de US$ 1,406 bilhão, 22,5% maior que no mesmo mês do ano passado.

Em setembro, os principais municípios exportadores da regional Campinas do Ciesp foram: Paulínia (29,8%), Campinas (26,1%), Sumaré (11,9%), Mogi Guaçu (8,6%) e Amparo (4,9%).

Já os municípios que mais importaram foram: Paulínia (38%), Campinas (22,5%), Sumaré (12,8%), Jaguariúna (8,5%) e Hortolândia (8,2%).

Leia Também

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários