Sala de cinema (Foto: Pixabay)
Sala de cinema (Foto: Pixabay)

O Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) de Campinas emitiu no final da tarde desta sexta-feira (5) uma nota esclarecendo que a apresentação do comprovante de vacinação ou do exame negativo de covid-19 para o acesso em cinemas, teatros, missas e cultos religiosos é facultativa aos estabelecimentos.

O assunto gerou dúvidas entre a população após a publicação do decreto que autorizou a realização de atividades e eventos com 100% do público sentado ou em pé nesta semana. Com isso, baladas, casas de shows e estádios já podem voltar a funcionar normalmente e sem restrição de limite de pessoas na cidade.

Na nota técnica desta sexta, porém, o Devisa explica que "são considerados eventos apenas as atividades que gerem aglomeração". Com isso, locais com espaços marcados, como igrejas e salas de cinema e teatro não serão obrigados a exigir o esquema vacinal completo, ou a apresentação de exame negativo.

"No entanto, o uso de máscaras e a disponibilização de álcool em gel são obrigatórios em todas as situações", afirma o comunicado publicado hoje.

ÚLTIMOS DADOS

No boletim epidemiológico mais recente, divulgado nesta quinta (4), a secretaria de Saúde de Campinas confirmou mais oito mortes e 1.469 novos casos de covid-19.

Com isso, o município tem agora 4.566 vidas perdidas para a doença e 143.628 moradores que se infectaram desde o começo da pandemia, em março do ano passado.

Leia Também



A cidade também divulgou que está com 47,40% dos leitos de UTI-Covid ocupados . A taxa não ficava abaixo de 50% desde novembro do ano passado.

Nesta quinta, Campinas contava com 154 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular de saúde. Deste total, 73 estão ocupados, o que corresponde a 47,40%. Com isso, há 81 leitos livres nas redes municipal, estadual e privada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários