Crianças e adolescentes devem atualizar carteira de vacinação.
Carlos Bassan/PMC
Crianças e adolescentes devem atualizar carteira de vacinação.


Leia Também

A secretaria de Saúde de Campinas fez um alerta sobre a baixa procura de adolescentes de 12 a 17 anos na vacinação contra a covid-19. De acordo com a pasta, enquanto todas as faixas etárias acima de 18 anos estão com 70% de cobertura na 1ª dose, os adolescentes de 12 a 17 anos estão abaixo do índice.

De acordo com a médica infectologista da do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas, Valéria Almeida, é fundamental que este grupo se proteja. Ela explica que um dos motivos pela baixa procura pode ser uma regra anterior do Ministério da Saúde, que pedia que os adolescentes não se vacinassem.

No entanto, depois houve uma decisão orientando a vacinação para o público. Para a médica, existe um receio entre os jovens. No entanto, é fundamental que os pais levem os filhos para vacinar uma vez que são pessoas que estão circulando e podem ficar doentes.

"A gente tem tentado fazer ações não centralizadas, porque, para diminuir ao máximo a transmissão na comunidade, temos que pensar em cobertura alta entre toda a população. Se os adolescentes se vacinarem, vão contribuir para reduzir a chance de transmitir a outras pessoas da família", ressalta ela.

OS NÚMEROS

Campinas tem 55.295 adolescentes de 12 a 14 anos. Destes, 34.022 tomaram a primeira dose da vacina contra covid-19 - representando 61.5% dos adolescentes deste grupo.



A cidade também tem 55.699 adolescentes de 15 a 17 anos. Do total, 36.654 tomaram a primeira dose da vacina contra covid-19 - representando 65.8% dos adolescentes deste grupo.

TRANSMISSÃO

Apesar dos adolescentes serem um grupo considerado de baixo risco para as formas graves de covid-19, eles transmitem o vírus da mesma forma que os adultos. Ou seja, a imunidade coletiva vai ser alcançada quando este público também estiver vacinado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários