Adolescente mostra agressões na região da perna e nádegas.
Reprodução de vídeo/ EPTV
Adolescente mostra agressões na região da perna e nádegas.


A Polícia Civil de Jaguariúna investiga um caso de agressão a dois adolescentes cometida por seguranças durante o Rodeio de Jaguariúna . O caso teria acontecido na noite de sábado (4) para domingo (5).

Uma das vítimas, de 16 anos, disse que foi agredida por seguranças após uma mulher apontá-lo como autor de um furto de celular. Em nota, a organização do evento disse que busca imagens para resolver o caso e se coloca à disposição das autoridades - veja nota abaixo. 

A DENÚNCIA

Segundo o boletim de ocorrência, registrado como lesão corporal na delegacia de Paulínia, onde a vítima mora, o adolescente conta que um grupo de cerca de 15 seguranças o levaram para trás de alguns banheiros químicos, onde as agressões teriam acontecido. Segundo a denúncia, os seguranças teriam tirado seus pertences do bolso e quebrado seu telefone celular. 

Em entrevista à EPTV, o adolescente mostrou marcas de agressões no supercílio, orelha, nas nádegas e na perna direita . Ele conta como começou a abordagem.

"Uma moça veio gritando, falando que eu tinha furtado o celular, mas eu só estava com o meu celular, minha carteira e R$ 50 no bolso. Aí os seguranças vieram, me cercaram, me derrubaram, e pegaram meus pertences. Meu primo entrou no meio pra tentar apartar e nisso arrastaram a gente para trás do banheiro", relembra.

Ele conta que as agressões aos dois duraram cerca de 30 minutos . "Lá atrás colocaram a gente sentados em cima da mão e começaram a bater. Soco, chute, pisavam na cara do meu primo, chegou a quebrar um dente dele", disse.

A mãe do adolescente que só soube da agressão na manhã do domingo. Ela acompanhou o filho na delegacia para registrar o boletim de ocorrência. O adolescente foi submetido a exame de corpo de delito, e deve passar por novos exames no IML (Instituto Médico Legal) de Campinas) nesta segunda-feira (6).

"Mesmo se tivesse acontecido o furto, se fosse achado com ele, teriam que ter feito o procedimento dentro da lei, e não como foi feito", disse a mãe. 

Leia Também

O QUE DIZ A ORGANIZAÇÃO

Em nota, a organização do Jaguariúna Rodeo Festival informou que recebeu com preocupação a denúncia e que está entrando em contato com o jovem para prestar toda a assistência necessária. 

Leia Também

"A organização do JRF recebeu com preocupação a informação de que um cliente registrou B.O. informando que foi agredido por um dos seguranças da festa. Estamos desde já em busca de imagens que possam elucidar o ocorrido e à disposição das autoridades. A organização também está entrando em contato com o jovem para prestar toda a assistência necessária e reafirma sua posição inegociável de combate a qualquer tipo de abuso, físico, moral ou sexual", diz o texto. 

ESTUPRO

A Polícia Civil de Jaguariúna também investiga outro crime denunciado no recinto do rodeio.  Uma estudante universitária de 23 anos denunciou, por meio das redes sociais, na noite do último dia 30, ter descoberto que foi estuprada durante após ter participado de Jaguariúna. Ela teria ido ao show do sábado (27).

Por meio de stories no Instagram, Franciane Andrade relatou que acordou na madrugada de domingo (28) depois de ter ficado um período inconsciente no show de sábado, e se perder dos amigos. Ela conta que durante a segunda-feira começou a sentir dores e foi até o médico. 


No último sábado (4), Franciane disse que outra médica comprou a violência sexual. Além disso, ela afirmou que o exame toxicológico ao qual foi submetida teria confirmado a presença da droga conhecida como "boa noite, Cinderela". 

O crime investigado é o de estupro de vulnerável, quando a vítima não tem condições de apresentar resistência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários