Objetos e dinheiro foram apreendidos com os suspeitos.
Divulgação/GM
Objetos e dinheiro foram apreendidos com os suspeitos.


Quatro criminosos foram detidos na noite de ontem (6), em Campinas, acusados de praticar golpes contra idosos na região. O grupo foi detido com um cartão de uma idosa de 73 anos, moradora de Americana, vítima do golpe.

Segundo a Guarda Municipal, o grupo enganava principalmente aposentados e pensionistas, assim que as vítimas recebiam o benefício. A equipe chegou até a quadrilha após monitorar um veículo, envolvidos em crimes nas cidades de Limeira e Americana.

Equipes abordaram o carro nas mediações da Avenida Lix da Cunha. No veículo, estavam dois homens e duas mulheres, todos com passagens pela polícia.

Durante a abordagem, segundo a GM, uma das mulheres tentou dispensar um cartão na via. Ao ser questionada, ela não soube informar a procedência e o proprietário do cartão.

Em contato com o banco, a equipe confirmou que o objeto pertencia a uma cliente de uma agência de Americana, que tinha sido vítima de golpe durante a manhã. A idosa teve o cartão, os pertences da bolsa e todo o valor da aposentadoria roubado pelos criminosos, após ser enganada com uma falsa promessa de bonificação após ajudar um homem.

A vítima foi até a delegacia e reconheceu um homem e uma mulher, de 43 e 59 anos, que seriam os responsáveis por fazer o contato inicial. O outro casal, como não foi reconhecido, foi indiciado e liberado. 


Leia Também

Com a quadrilha, a equipe encontrou R$ 3,9 mil em dinheiro, celulares e uma máquina de cartão . Parte do dinheiro foi devolvido à idosa.

COMO ACONTECE O GOLPE?  

A guarda municipal alertou idosos para que percebam a nova modalidade do crime.

"O golpe, segundo a vítima, aconteceu após sacar o saque no banco. Após sair, uma senhora se aproxima, começa a puxar conversa. Nesse meio tempo passa um individuo por elas e deixa cair um pacote de dinheiro. A vítima então pega o dinheiro e avisa, quando o homem fica imensamente grato e diz que vai fazer uma bonificação. Ele conduz as idosas até onde diz que tem uma loja, mas diz que por ser uma joalheria, não poderia entrar com a bolsa, sendo que a vítima teria que deixar a bolsa com a outra senhora. Nesse momento que a vítima deixa a bolsa e vai a loja para ganhar o 'brinde' os bandidos simplesmente desaparecem", explicou o guarda municipal Izaquel Matos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários