Motorista de Porsche presta depoimento após acidente com morte
Reprodução: ACidade ON
Motorista de Porsche presta depoimento após acidente com morte

O motorista do Porsche que causou um acidente que matou uma pessoa na madrugada do dia 4 na Rodovia Santos Dumont (SP-075) prestou depoimento à Polícia Civil na tarde desta quinta-feira (9) e negou ter consumido bebida alcoólica.

Segundo o delegado responsável pelo caso, ele vai responder pelo crime em liberdade. Além do homem, uma testemunha que também estava no veículo de luxo foi ouvida. A mulher disse que foi a única a ingerir bebida alcoólica na ocasião.

A batida do Porsche contra um Uno aconteceu na região de Indaiatuba e deixou uma pessoa morta e duas feridas, todas ocupantes do Uno. O motorista do Porsche fugiu após a colisão e teve a identificação confirmada na última segunda-feira (6) .

O ACIDENTE

Segundo a Polícia Rodoviária, três pessoas que estavam em um Fiat/Uno iam de Indaiatuba para Salto, por volta das 4h da manhã de sábado, quando, na altura do quilômetro 48, o veículo foi atingido por um Porsche, que seguia no mesmo sentido. De acordo com o motorista do Fiat/Uno, o Porsche estava em alta velocidade.

Após a colisão, o Fiat/Uno capotou e uma das passageiras chegou a ser arremessada para fora do veículo com a pancada. O condutor do Porsche fugiu sem prestar socorro, mas deixou o veículo no local, com danos na parte frontal. Já a traseira do carro atingido ficou completamente destruída.

Os três ocupantes do Fiat/Uno ficaram feridos. Uma mulher, de 36 anos, foi socorrida em estado grave. Ela foi encaminhada ao Hospital HAOC (Hospital Augusto de Oliveira Camargo), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. As outras duas pessoas tiveram ferimentos leves.

INVESTIGAÇÃO

O motorista do Fiat/Uno fez o teste do bafômetro, que deu negativo para a ingestão de bebida alcoólica, segundo a Polícia Rodoviária.



Já o condutor do Porsche foi localizado um dia depois. De acordo com o B.O (Boletim de Ocorrência), o Porsche está registrado em nome de um morador de Itu, mas ainda não há informações se era ele que conduzia o veículo no momento do acidente.

A polícia registrou o caso como homicídio culposo na direção do veículo, fuga do local do acidente e lesão corporal culposa na direção de veículo. O caso é investigado pela Delegacia de Indaiatuba. 

Leia Também

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários