2022: Lei orçamentária de Campinas de R$ 7,1 bilhões é sancionada. (Foto ilustrativa)
Eduardo Lopes/PMC
2022: Lei orçamentária de Campinas de R$ 7,1 bilhões é sancionada. (Foto ilustrativa)


Leia Também

O prefeito Dário Saadi (Republicanos) sancionou, nesta quinta-feira (30) a Lei Orçamentária Anual (LOA), que prevê os valores da Administração para o próximo ano. Em 2022, Campinas terá um orçamento de R$ 7,1 bilhões, valor 9,7% maior que o de 2021.

A Saúde e a Educação são as áreas que ficaram com a maior parcela dos recursos. Para a área da Saúde, o orçamento previsto é de 1,7 bilhão, sendo R$ 1,3 bilhão da Saúde e R$ 392,1 milhões, da Rede Mário Gatti. Já a Educação vai concentrar mais de R$ 1,4 bilhão.

Das secretarias, a terceira com maior orçamento é Serviços Públicos que, para o próximo ano, terá recursos na ordem de R$ 485,7 milhões.

Outra pasta que receberá um investimento significativo é a Assistência Social, que terá um orçamento de mais de R$ 226,3 milhões, seguida de Transportes, com R$ 118,7 milhões.

Da administração indireta, o Camprev é o que concentra o maior orçamento: mais de R$ 1,1 bilhão. O recurso é utilizado para o pagamento das pensões e aposentadorias.

Com relação aos investimentos, na LOA a previsão é de R$ 195 milhões, porém, o secretário de Finanças, Aurílio Caiado, explica que com as operações de crédito em andamento, para os próximos 2 anos, Campinas terá cerca de R$ 600 milhões para investir.

"As duas operações de crédito, com a Caixa Econômica Federal e com o Banco do Brasil, somam R$ 400 milhões. Estes recursos serão utilizados em obras de infraestrutura de bairros, na conclusão do BRT e nas áreas da Saúde, da Cultura e de Esportes", explicou.



RECEITAS

Dos recursos previstos na LOA 2022, 70% são próprios; 7% do Governo Federal; 7% do Governo Estadual e 16% da administração indireta.

A maior fonte de receita do município é o ISSQN. A previsão é que em 2022 Campinas arrecade mais de R$ 1,3 bilhão; na sequência, vem o ICMS, com R$ 979,2 milhões e, em terceiro, o IPTU, que tem previsão de R$ 956,2 milhões.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários