Hospital Mário Gatti (Foto: Carlos Bassan/PMC)

Leia Também

A Rede Mário Gatti de Urgência e Emergência de Campinas anunciou nesta quinta-feira (6) que vai contratar emergencialmente amanhã (7) 108 técnicos de enfermagem. Deste total, 43 profissionais vão atuar nas UPAs (unidades de pronto atendimento) e 65 no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti.

Os trabalhadores foram convocados pelo município depois de serem aprovados em um processo seletivo feito em novembro (confira aqui ) e a previsão é que eles comecem a trabalhar no dia 17 para suprir a demanda de atendimento na cidade (veja mais abaixo).

Segundo a rede, os selecionados devem comparecer nesta sexta à reunião de preenchimento de vagas, nos horários definidos na convocação. O processo acontece na sala Rute da Coordenadoria de Recursos Humanos, no 3º andar do prédio administrativo do Mário Gatti, na Avenida Faria Lima, 340.

O contrato terá validade de seis meses, mas pode ser prorrogado por mais seis meses, caso a rede entenda que seja necessário. A carga horária será de 36 horas semanais. O salário é de R$ 3.725,73, mais adicional de insalubridade e verbas variáveis como adicional noturno e hora escala.

ALTA NO ATEMDIMENTO

A contratação emergencial dos 108 técnicos de enfermagem integra o pacote de medidas de enfrentamento ao surto de síndromes respiratórias registrado em Campinas. A situação tem gerado "alta sobrecarga assistencial nas portas de atendimento aos usuários do SUS", diz a Rede Mário Gatti em nota.  Ao todo, serão 163 contratações .

"Na próxima semana, a Rede publicará o edital para a contratação emergencial de médicos e enfermeiros. Serão 18 médicos para as UPAs e 10 para o Hospital Mário Gatti, com carga horária de 24 horas semanais; e 27 enfermeiros por 36 horas semanais, sendo sete para as UPAs e 20 para o Hospital Mário Gatti", finaliza o comunicado.
"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários