Campinas terá 14 locais para distribuição de alimentos à população de rua
Reprodução: ACidade ON
Campinas terá 14 locais para distribuição de alimentos à população de rua

Campinas vai disponibilizar a partir de segunda-feira (31) 14 locais para a distribuição de alimentos e refeições às pessoas em situação de rua. O decreto foi assinado na tarde desta sexta-feira (28) pelo prefeito Dário Saadi (Republicanos).  

O documento estabelece 15 dias para que as entidades e grupos e amigos se adequem às regras após esse período pode haver aplicação de multas (leia mais abaixo). 

A intenção do projeto "Vem Com a Gente" é permitir que entidades e grupos de voluntários e amigos façam a entrega em locais com condições de higiene e limpeza adequadas e não mais em calçadas, praças e outros lugares do município. 

"O espaço precisa ser adequado e ter condições. Não há contrapartida, tanto para as entidades que recebem as pessoas, quanto para quem distribui as refeições. É um trabalho voluntário", disse a secretária de Assistência Social, Vandecleya Moro. 

15 DIAS 

A regulamentação do projeto é resultado de uma lei criada em agosto de 2020. O decreto estabelece 15 dias para que as entidades e grupos e amigos se adequem às regras. Neste período, não haverá sanção ou punição aos voluntários. 

Leia Também

"Nós teremos 15 dias a partir de segunda-feira para a orientação. Nenhuma entidade será punida. Depois disso, o artigo 3 da lei define mecanismos de controle e fiscalização. A Setec, por exemplo, pode autuar", afirmou o prefeito Dário Saadi. 

Leia Também

LOCAIS ESCOLHIDOS 

A disponibilização dos espaços foi feita por organizações da sociedade civil, instituições religiosas e entidades como o Sinpospetro (Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Campinas e Região). 

Os locais ficam espalhados nas cinco regiões de Campinas e podem ser consultados no site do projeto "Vem Com a Gente" , criado pela secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. 

CADASTRO DE ENTIDADES 

Para as entidades e grupos interessados em fazer a distribuição e entrega de alimentos e refeições, a pasta municipal de Assistência Social também disponibilizou o site para o cadastro no projeto . Até o momento, 40 participantes já se manifestaram. 


Entre eles, está o programa Anjos da Madrugada, que já atua há anos na cidade. Segundo a representante do grupo, Rosângela Lázaro, o novo projeto da Prefeitura vai permitir dar mais dignidade e qualidade ao serviço prestados por eles. 

"Nós já fazemos esse trabalho há um tempo. E agora nosso trabalho vai poder ter uma maior qualidade. E, além de toda a falta de condições, há, por exemplo, chuva. Então, agora, teremos condições para quem necessita e os voluntários", afirma.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários