Com um prato por pessoa, Unicamp reabre refeitórios no dia 14
Reprodução: ACidade ON
Com um prato por pessoa, Unicamp reabre refeitórios no dia 14

Leia Também

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) marcou a reabertura dos dois restaurantes universitários para a próxima segunda-feira (14).

A retomada das atividades foi divulgada nas redes sociais e inclui a limitação de uma refeição por pessoa e a suspensão da oferta de suco e café.

Não haverá restrição de entrada nos locais, mas o acesso aos alimentos não será permitido para que o usuário se sirva e monte o próprio prato.


"A bandeja (ou prato) será entregue ao usuário com todos os itens do cardápio do dia, sem a possibilidade de escolha dos itens", detalhou o comunicado.

As novas regras valem para o RU (Restaurante Universitário) e para o RS (Restaurante da Saturnino), que ficam no campus, no distrito de Barão Geraldo.

Nos dois espaços, não haverá entrega de marmitas. No argumento da universidade, a oferta é inviável devido à limitação logísitica e de estruturas físicas.

HORÁRIOS

Restaurante Universitário

Cardápio padrão
Café da manhã: 7h às 8h
Almoço: 10h30 às 14h
Jantar: 17h30 às 19h

Restaurante da Saturnino

Cardápio padrão e vegetariano
Almoço: 11h às 14h
Jantar: 17h30 às 19h

OUTRAS MEDIDAS


Para receber a comunidade universitária, barreiras acrílicas foram instaladas nas mesas e balcões. Além disso, a higienização das mesas e assentos será intensificada e suportes com álcool em gel serão disponibilizados em vários pontos.

Uma lista de orientações também foi disponibilizada aos usuários dos dois locais. Entre elas, o respeito às marcas de distanciamento, o uso da pia e também de álcool 70% para higienização das mãos.

"Evite conversar no ambiente do restaurante. Permaneça no refeitório somente o tempo necessário para se alimentar", recomenda a Unicamp.

RETORNO DAS AULAS

A Unicamp confirmou em janeiro o retorno das aulas presenciais em todas as modalidades de ensino oferecidas na universidade para o dia 3 de março.

O retorno presencial já era previsto para acontecer no primeiro semestre, mas ainda não tinha uma data oficializada. A data consta no calendário da diretoria acadêmica.

Em outubro, as atividades práticas presenciais foram autorizadas presencialmente, mas as disciplinas ainda continuavam em formato remoto.

VACINAÇÃO OBRIGATÓRIA

Para frequentar as aulas, os alunos deverão comprovar a finalização do ciclo vacinal, com duas doses ou uma em acordo com a vacina disponível.

Segundo a universidade, a medida foi aprovada pela Cepe (Câmara de Ensino, Pesquisa e Extensão) do Consu (Conselho Universitário).

De acordo com a vice-reitoria na ocasião, a medida "tem apresentado boa aceitação e os casos pontuais de não vacinados têm sido resolvidos".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários