Governo de SP anuncia aumento salarial para servidores
Reprodução: ACidade ON
Governo de SP anuncia aumento salarial para servidores


O governo do estado de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (10), em live oficial, um reajuste salarial para os 541 mil servidores paulistas (veja vídeo abaixo).

De acordo com o governador João Doria (PSDB), os servidores da Saúde e da Segurança Pública terão reajuste de 20%. Em todos os outros setores, o aumento será de 10%. O reajuste é válido a partir de 1º de março de 2022.

Somente a carreira de professor ficou de fora do aumento, uma vez que o governo Doria já havia anunciado um novo plano de carreira para a categoria. 

COMO SERÁ 

Com o reajuste de 20%, o salário reajustado de um soldado PM de 2ª classe deve chegar a R$ 5,8 mil, incluindo benefícios. Para um tenente PM de 2ª classe, o novo valor será de R$ 10,3 mil, entre salário e benefícios. 

Na Polícia Civil, um agente de 3ª classe passará a receber R$ 6,3 mil acumulados entre vencimento e benefícios, e um delegado de 2ª classe, R$ 16,2 mil por mês. 

O aumento acumulado desde 2019 nos salários das polícias chega a 26%. Para efeito de comparação, entre 2015 e 2018 a Polícia Civil recebeu reajuste de 7,7%, além de outros 4% para a Polícia Militar.

"Graças à reforma administrativa, fiscal e previdenciária, São Paulo fez a lição de casa, com o apoio da Assembleia Legislativa, e isso permitiu que a conduta e equilíbrio fiscal do estado fossem garantidos", disse o governador. 

Leia Também



Os projetos de lei, com os reajustes e com a nova estruturação da carreira dos professores, serão encaminhados para a Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo). A expectativa do governo é que a proposta seja a provada de forma rápida.

O anúncio vem pouco antes da saída de Doria do Governo de São Paulo. Até o dia 2 de abril de 2022, atendendo regras eleitorais, Doria deve deixar o Palácio dos Bandeirantes para focar na disputa da Presidência da República.

Rodrigo Garcia (PSDB), atual vice-governador, vai assumir e deve disputar a reeleição.
"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários