Obras atrasam e Câmara deve usar teatro em sessões presenciais
Reprodução: ACidade ON
Obras atrasam e Câmara deve usar teatro em sessões presenciais

Recém-adquirido pela Prefeitura de Campinas, o Teatro Bento Quirino, no Centro, deve receber as reuniões presenciais da Câmara nos próximos meses depois de passar por obras de adequação nas instalações elétricas, de ar condicionado e internet.

A solicitação, feita pelo presidente do Legislativo, vereador Zé Carlos (PSB), foi aceita pela secretaria municipal de Educação, responsável pelo espaço. A estimativa é de que o local receba obras e fique pronto para as sessões em pelo menos um mês.

O motivo do pedido, segundo Zé Carlos, é o atraso nas reformas das áreas no entorno do Plenário da Câmara. Os trabalhos começaram no recesso parlamentar, em janeiro , e a previsão inicial era que durassem até o meio do ano. Agora, porém, podem ir até julho.

SESSÕES VIRTUAIS

Por conta das interdições dos espaços de discussão e votação, os vereadores se reúnem por meio virtual desde fevereiro. A medida também foi atribuída à piora da pandemia. Mas, como os dados apresentaram melhora, o presidente quer voltar ao sistema habitual.

"Nós estamos vendo um outro ambiente pra que as reuniões aconteçam, porque nós temos que fazer reunião presencial. Por isso estamos fazendo isso", esclareceu Zé Carlos, que visitou o teatro por duas vezes nas últimas semanas.

MOTIVO DO ATRASO

O atraso na reforma da Câmara se dá devido à paralisação das obras. A situação afeta também o Plenário e foi informada por Zé Carlos no início da sessão extraordinária feita através do SDR (Sistema de Deliberação Remota) no último dia 2.

"Estamos aqui com a reforma e agora deu uma paralisada por conta de algumas intercorrências e eu gostaria de voltar as sessões presenciais. A Prefeitura adquiriu o Teatro Bento Quirino e eu já fiz visita lá", comunicou ele na ocasião.

Em entrevista ao acidade on Campinas , o presidente da Câmara confirmou o problema no andamento das obras e detalhou que entraves burocráticos sobre intervenções necessárias nas lajes do prédio da Casa impedem o andamento do cronograma.

"Os nossos engenheiros e arquitetos não têm expertise pra fazer essas obras estruturantes. E cada vez que se descobre algo a ser feito, surge um obstáculo. Então, a burocracia impera na Câmara. Mas nós estamos desenrolando esses nós", alega ele.

Zé Carlos também critica o fato das obras não terem sido feitas em anos anteriores e, apesar de reconhecer que os trabalhos são importantes, descarta que haja risco de colapso, ou de danos irreversíveis na estrutura atual do prédio .

"Cada hora que você mexe, aparece uma coisa diferente. Mas não é nada que coloque a vida das pessoas em risco, até porque o prédio está vazio, porque nós tiramos as pessoas de lá quando planejamos fazer essa obra", pontua.

TEATRO VAZIO

O Teatro Bento Quirino fica na Rua Luzitana, 1505, no Centro de Campinas. O prédio histórico tem em suas dependências 540 lugares e fica em frente à antiga sede do Colégio Bento Quirino, localizado na mesma rua.

Os espaços estavam vazios e foram comprados por R$ 11,9 milhões pela Prefeitura. O anúncio ocorreu em 22 de fevereiro. Na ocasião, foi informada a intenção de usar o teatro para atividades das pastas de Educação e Cultura.

O planejamento do município incluía também a entrega da reforma dos imóveis em fevereiro de 2023. Com o "empréstimo" à Câmara, porém, o teatro deve passar por adequações já a partir das próximas semanas, segundo Zé Carlos.

Isso porque, segundo o presidente do Legislativo, foi constatada a falta da fiação, assim como das instalações de ar condicionado e internet. Os problemas foram notados em visitas feitas por dois grupos de vereadores.

"Eu tive uma reunião com o prefeito Dário Saadi (Republicanos), que acionou a secretaria de Serviços Públicos pra colocar a parte elétrica em dia, porque roubaram a fiação. Acredito que em um mês a energia vai estar em ordem, assim como o ar condicionado e a internet e nós poderemos usar", finalizou Zé Carlos.



EDUCAÇÃO CONFIRMA

A pasta de Educação, responsável pelo Teatro Bento Quirino, confirmou que "foi consultada sobre o uso do teatro e concedeu".

"No entanto, o espaço não tem ar condicionado e rede de internet, e isso foi ponderado na ocasião", disse a secretaria através da assessoria de imprensa. 

Leia Também

Fachada do Teatro Bento Quirino, no Centro de Campinas (Foto: Reprodução/Google Street View)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários