Emdec volta atrás e publica suspensão de 58 novos radares
Reprodução
Emdec volta atrás e publica suspensão de 58 novos radares


Foi publicada nesta terça-feira (29), no Diário Oficial de Campinas, a suspensão da licitação para contratação da empresa que faria o serviço de fiscalização eletrônica e a implantação de 58 novos radares na cidade. 

A publicação aconteceu após a Prefeitura determinar, ontem, a suspensão do edital da Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) que previa a implantação de 58 novos radares na cidade. 

O edital, anunciado pela Emdec na última semana, previa a instalação de novos pontos de fiscalização na cidade. Porém, em nota a Prefeitura informou que a proposta de aumento, bem como os critérios utilizados pela Emdec, que resultaram no edital publicado, não foram discutidos com o prefeito, Dário Saadi (Republicanos). 

QUANDO SERIA?

A mudança ocorreria a partir de junho deste ano, quando vence o atual contrato com a empresa responsável pela fiscalização. 

A Emdec ainda não se posicionou sobre o embargo da Prefeitura ao edital e sobre os estudos que justificaram a necessidade de novos radares na cidade. 

NOVO EDITAL

Leia Também

Segundo Dário, o novo edital será publicado nos próximos dias, reduzindo o número de novos radares. 

No Diário Oficial, o comunicado de suspensão cita que "a nova data para a abertura das propostas e o início da sessão de disputa de preços, será comunicada oportunamente". 

Leia Também

De acordo com Dário, 18 novos radares serão instalados em locais onde ocorreram 51 mortes por acidente de trânsito entre 2018 e 2021 e não 58. 

Os locais onde esses equipamentos serão implantados ficam nas avenidas John Boyd Dunlop, Ruy Rodriguez, Camucim e Amoreiras. A listagem dos pontos, no entanto, ainda não foi divulgada. 

O EDITAL

O edital de novos radares da Emdec previa aumentar em 46% o número de equipamentos de fiscalização em Campinas. Seriam 58 novos radares, tanto de excesso de velocidade, de avanço de sinal vermelho e invasão de faixa exclusiva de ônibus. 

Atualmente, Campinas tem 126 pontos de radares ativos, sendo 62 medidores fixos de velocidade e 64 medidores de avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestre e velocidade. 


A justificativa da Emdec era de que existia a necessidade de reforçar a segurança viária nos eixos das avenidas das Amoreiras, John Boyd Dunlop e Ruy Rodriguez, por conta da implantação dos Corredores BRT. 

O valor do atual contrato de fiscalização eletrônica para os 60 meses de vigência é de aproximadamente R$ 26,3 milhões. O contrato foi firmado em 2017. Já o valor estimado do novo contrato era sigiloso, por conta da Lei das Estatais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários