Polícia prende quarto suspeito de latrocínio de motorista de app
Reprodução: ACidade ON
Polícia prende quarto suspeito de latrocínio de motorista de app

A Polícia Civil de Monte Mor prendeu nesta sexta-feira (29) o quarto suspeito de envolvimento no latrocínio de um motorista de aplicativo na área rural da cidade na noite da última terça-feira (26).

Segundo a corporação, o homem, de 28 anos, foi identificado durante a investigação e foi solicitada à Justiça a prisão temporária dele.

Hoje os policiais deram cumprimento à decisão judicial e ele foi encontrado no bairro São José, em Monte Mor. O homem deve ficar preso, inicialmente, por 30 dias. Segundo o delegado responsável pelo caso, a investigação concluiu que, de fato, se tratou de um latrocínio.

O CASO

Na madrugada de quarta-feira (27), três homens foram presos acusados de envolvimento na morte de um motorista de aplicativo, de 27 anos, em Monte Mor. O caso foi registrado como latrocínio - roubo seguido de morte - pela Polícia Civil. A vítima foi morta a pauladas e teve o corpo queimado.  

A DINÂMICA DA PRISÃO

De acordo com o registro policial, um pedestre viu um veículo Sandero em atitude suspeita no Jardim Progresso. De acordo com a denúncia, os ocupantes do carro ficaram algum tempo no local com o carro e depois começaram a queimar alguns objetos na rua.

A GM (Guarda Municipal) foi até o local e encontraram um veículo Fiesta. Este segundo carro estava fechado e, após pesquisa da placa, nada de irregular foi encontrado.

Quando a equipe saía do bairro, encontrou o Sandero denunciado pela pedestre. Novamente, não havia irregularidades com o carro, porém os guardas notaram manchas de sangue na lataria. Dois homens que estavam no Sandero foram questionados sobre o sangue, mas não souberam explicar. Ambos foram detidos.

Logo depois, um terceiro homem foi até o Fiesta, que estava estacionado, e tentou fugir com o carro. Ele foi abordado por outra equipe da GM, deixando o veículo e entrando em uma mata. Ele foi localizado e também detido.

Este terceiro homem foi indagado e inicialmente disse que foi convidado pelos outros dois homens para realizar o transporte deles em um roubo. Questionado a respeito da vítima e de onde ela estaria, ele informou inicialmente que não sabia.

Após ser indagado mais vezes, ele informou que havia abandonado a vítima em uma área rural próxima do local. A Guarda foi ao ponto indicado e encontrou o corpo da vítima, já sem vida e com sinais de lesões na cabeça e corpo aparentemente queimado.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários