Queda de caixa d'água 144 apartamentos sem água e energia
Reprodução: ACidade ON
Queda de caixa d'água 144 apartamentos sem água e energia


A queda de uma caixa d'água deixou moradores de 144 apartamentos sem abastecimento de água e sem energia nesta quarta-feira (4). O equipamento desabou na noite de ontem (3), no Jardim do Lago 2, em Campinas.

Pela manhã de hoje, técnicos da Defesa Civil fizeram uma vistoria no condomínio Portal do Lago 2. A equipe tirou fotos da estrutura e interditou o local onde a caixa d'água desabou.

Já os técnicos da CPFL fizeram um novo desligamento para a troca de um transformador, que ficou comprometido pela queda da estrutura.  Segundo a síndica, antes da estrutura tombar, houve um vazamento no condomínio. 

"Do nada começou a vazar. Fui avisada e já corri aqui e tomei providências. Em uma assembleia para resolver problemas de manutenção um morador me perguntou: 'tem perigo de cair?'. Eu assustei, disse: 'jamais!'. Mas fiquei com a pergunta, porque não passa pela nossa cabeça, de ninguém, que uma torre vai cair assim", disse Maria do Carmo Gallo.

FORÇA DA ÁGUA
A força da água derrubou um alambrado de um terreno que fica ao lado do condomínio. A tampa da caixa foi arrastada por 50 metros e o barulho da queda assustou os moradores. 

O equipamento caiu ainda sobre uma calçada da Rua José Florence Teixeira. A rua precisou ser interditada no cruzamento com a Rua Vânia Aparecida Dias. 

Estrutura desabou para lado de fora do condomínio (Foto: Giuliano Tamura/EPTV)
Estrutura desabou para lado de fora do condomínio (Foto: Giuliano Tamura/EPTV)
SUSTO GRANDE

A queda assustou moradores do condomínio residencial Portal do Lago 2, onde a caixa d'água estava. Segundo eles, se a estrutura caísse do lado de dentro do condomínio, poderia atingir um bloco residencial.

"Foi um barulho tremendo, horrível, achamos que estava caindo o prédio. Graças a Deus a água foi para o lado do muro, se fosse para dentro ia ser muito feio", contou uma das moradoras do prédio.

"Pela misericórdia essa caixa caiu do lado esquerdo, porque se ela caísse do lado direito ia atingir um bloco, ia ser uma fatalidade", disse o aposentado Mário Rasteiro.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários