Bom Prato de Campinas terá almoço especial para Dia das Mães nesta sexta
Reprodução: ACidade ON
Bom Prato de Campinas terá almoço especial para Dia das Mães nesta sexta


A unidade do Bom Prato de Campinas, que oferece refeições a R$ 1, terá um cardápio especial nesta sexta-feira (6) em comemoração ao Dia das Mães
. A unidade móvel do programa, instalada na região do Campo Grande, também entregará marmitas com o cardápio especial.

As refeições começam a ser servidas às 10h30, preferencialmente para idosos, e a partir de 11h para o público em geral. 

Em Campinas, o cardápio especial terá sobrecoxa assada ao molho barbecue, batata rústica assada ao parmesão, folhas ao molho vinagrete, arroz branco e feijão carioca. De sobremesa, a opção será um doce de abóbora.  

Na unidade de Campinas, são oferecidos 300 cafés da manhã, de forma presencial. No almoço, são servidas 1,8 mil refeições de forma presencial e 300 marmitéx no Bom Prato móvel. No jantar, mais 300 marmitéx.

LOCAIS

A unidade fixa do Bom Prato em Campinas está localizada na Avenida Morais Sales, 384, no Centro. 

Já a unidade móvel fica na Rua Alcídio Rodelli, altura do número 181, no bairro Cidade Satélite Íris, na região do distrito do Campo Grande. 

No local, um caminhão com as marmitas, retiradas no restaurante, se instala no bairro e com tendas os colaboradores fazem a venda das refeições. 

LEIA TAMBÉM
Veja como funciona a entrega de marmitas do Bom Prato Móvel em Campinas

É possível conferir também os endereços das 62 unidades fixas e dos 17 móveis do Bom Prato aqui

COMO FUNCIONA

Adultos pagam R$ 1 pela refeição e crianças com até 6 anos têm a refeição gratuita, assim como a população em situação de rua, que devem apresentar o cadastramento feito pela Prefeitura. 

Segundo a secretaria estadual de Desenvolvimento Social, no estado a expectativa é servir mais de 114 mil almoços em todas as 62 unidades fixas e 17 móveis do programa. 

O BOM PRATO

Criado em dezembro de 2000, o programa Bom Prato tem o objetivo de oferecer refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível à população de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social. 

Nestes 21 anos, segundo o governo, foram servidas mais de 295 milhões de refeições e investidos mais de R$ 987 milhões.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários