No fim de semana, MIS-Campinas terá Primeiro Congresso Audivisual
Reprodução: ACidade ON
No fim de semana, MIS-Campinas terá Primeiro Congresso Audivisual


Nesta fim de semana, dias 21 e 22 de maio, o MIS-Campinas (Museu da Imagem e do Som) recebe o Primeiro Congresso Audiovisual de Campinas. Amanhã, sábado, as atividades vão das 9h às 18h. Já o segundo dia, o domingo, começa com debate às 9h e termina às 17h.

O público interessado em participar do congresso pode realizar a inscrição através do link. O MIS fica no Palácio dos Azulejos, na Rua Regente Feijó, nº 859, no Centro.

Há intervalos para almoço e bate-papo. Cineastas, técnicos, educadores, produtores culturais, espectadores e gestores públicos reúnem-se numa programação diversa composta de mesas de análise, rodas de debates coletivos, exposições, palestras, conversas informais e, ao final, a Assembleia Geral

O congresso faz parte da Semana Amilar Alves, que ocorre no MIS-Campinas desde 2018, sempre no mês de maio, com filmes, debates, exposições e celebrações. No dia 25, quarta-feira, às 19h30, o homenageado é Maurice Capovilla, com a exibição de "O Profeta da Fome".

ABERTURA


A abertura do congresso ocorre no sábado, das 9h às 10h15, com a presença da secretária municipal de Cultura e Turismo, Alexandra Caprioli, do chefe do MIS, Alexandre Sonego, dos representantes da Câmara Temática do Audiovisual (CTAv) de Campinas/ICine, Fernanda Viana e Maurício Squarisi e da vice-presidente do Conselho de Política Cultural, Andrea Mendes.

Após anos de conversas e encontros, os membros da Câmara Temática do Audiovisual (CTAv) de Campinas chegaram a um diagnóstico. É necessário, urgente e oportuno problematizar, encontrar respostas e propor ações para os desafios econômicos e políticos do setor do audiovisual da cidade.

A promulgação da Lei Municipal Municipal 15.997, de 7 de Outubro de 2020, que institui o Plano Municipal de Cultura de Campinas, e especialmente a Meta 17 do plano, que prescreve "desenvolver e implantar programa municipal do audiovisual" é a abertura institucional que todos esperavam para um debate público.

A organização partiu de oito segmentos da cadeia audiovisual fundamentais para serem discutidos: animação; circulação alternativa; democratização, distribuição, inovação e mercado, fomento; formação; preservação e pesquisa; profissionais e técnicos.

NO SÁBADO


Grande parte das ações discutidas na elaboração do congresso vai ser exposta, no sábado, às 10h15, na mesa Diagnóstico e Eixos do Documento Unificado. Danilo Dias, Filipe Miranda, Renata Lanza e Lucas Vegas apresentam documento que propõe prognósticos e metas para a abrir o debate público sobre o futuro do audiovisual de Campinas.

NO DOMINGO

Já no domingo, às 10h30, ocorre um dos eventos mais aguardados: o Debate Desafios Para Uma Política do Audiovisual de Campinas. Duda Wilhelm e Tati Peres, integrantes da CTAv, mediam o encontro entre o professor do curso de Midialogia da Unicamp Noel Carvalho, que fala sobre Economia Criativa e Economia Política do Audiovisual, o Secretário de Cultura de Campinas Gabriel Rapassi, o vereador Paulo Bufalo, membro da Comissão de Cultura da Câmara dos Vereadores de Campinas, e Bruno Gomes, da SP Film Comission.

Segundo a CTAv, o Primeiro Congresso Audiovisual de Campinas pretende tratar caminhos de articulação entre os segmentos do audiovisual para pressionar o Estado por uma política audiovisual consistente e duradoura.

A programação completa do congresso está na página da CTAv no Facebook, no link.


"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários