Hospitais de Campinas trabalham para detectar infectados pelo novo coronavírus.
Divulgação/HC Unicamp
Hospitais de Campinas trabalham para detectar infectados pelo novo coronavírus.


Após ultrapassar mil casos confirmados de Covid-19 , Campinas registrou mais 57 entre quarta (20) e quinta-feira (21), adição que elevou para 1072 o número total de infectados da cidade. Nesse mesmo período, não houve nenhuma nova morte, mas 44 pessoas já morreram em razão da doença.

O último óbito evidentemente causado por Covid-19 ocorreu entre terça e quarta-feira. A vítima foi um homem de 65 anos. Outras 12 mortes suspeitas ainda estão sendo investigadas. Já o número de casos em investigação é de 369, e 28 deles são novos. 

Até agora, 1858 casos suspeitos já foram descartados, enquanto o número de recuperados chegou a 283, depois de mais 22 recuperações anunciadas nesta quinta-feira.

"Assim coomo os casos confirmados estão aumentando, também está crescendo, de maneira substancial, o número de pessoas que estão se curando", observou o secretário da Saúde, Carmino de Souza, em pronunciamento.

Leia também: Projeto para antecipar feriados em Campinas é aprovado na Câmara

"A gente tem uma taxa de letalidade baixa, isso tem sido noticiado. A estrutura da cidade vem aguentando esse crescimento. Dia após dia a gente vem ajustando nossas necessidades", completou o secretário, antes de informar que a Prefeitura está trabalhando na abertura de 30 leitos de UTI no Hospital Mário Gatti.

Feriadão

Também nesta quinta, a Câmara de Vereadores aprovou o projeto de lei do prefeito Jonas Donizette para antecipar feriados como forma de ampliar o isolamento social. O Corpus Christi, que seria celebrado no dia 11 junho, e a Consciência Negra, de 20 de novmebro, serão antecipados para os dias 26 (terça-feira) e 27 de maio (quarta-feira), respectivamente.

Além disso, a Assembleia Legislativa de São Paulo a antecipação do feriado estadual de 9 de julho, da Revolução Constitucionalista, para o dia 25, próxima segunda-feira. Três dias úteis da semana que vem, portanto, serão suprimidos do calendário.

    Veja Também

      Mostrar mais