Pontos de ônibus concentraram muitas pessoas nesta tarde.
iG Campinas
Pontos de ônibus concentraram muitas pessoas nesta tarde.


Aglomerações tomaram as ruas de Campinas nesta segunda-feira (08), primeiro dia da reabertura parcial do comércio na cidade, autorizada pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) com base no plano estadual do governador João Doria (PSDB) . As lojas de rua podem funcionar do meio-dia às 16h, enquanto estabelecimentos de shoppings devem abrir às 16h e fechar às 20h.

Foi registrada uma circulação muito grande pessoas na região do Centro , principalmente em ruas com muitas lojas, como é o caso da 13 de maio , onde consumidores chegaram a fazer filas antes mesmo da abertura dos estabelecimentos.

A norma do uso de máscaras vem sendo cumprida em grande escala, mas o distanciamento de 1,5 metro é raro de ser visto. Grandes filas se formaram na agência dos Correios, que já vinha funcionando normalmente.

Transporte público

Apesar de um aumento de 30% da frota, houve lotação também nos ônibus, o que já vinha ocorrendo mesmo antes da abertura. A regra de viajar com as janelas abertas está sendo cumprida, e Emdec está tirando a temperatura de passageiros. Aqueles que estiverem com temperatura igual ou superior a 37,8ºC não podem viajar.

Rua 13 de maio teve muita movimentação nesta segunda-feira.
Reprodução
Rua 13 de maio teve muita movimentação nesta segunda-feira.


Por volta das 16 horas, para quando estava previsto o fechamento do comércio, houve bastante aglomerações em pontos de ônibus, com muitas pessoas com sacolas em mãos, além de trabalhadores encerrando o expediente.

Certificado

Autorizados a operar com apenas 20% da capacidade, os lojistas estão controlando o número de pessoas que entram nas lojas. O dono ou representante de qualquer tipo de estabelecimento ou instituição terá que se responsabilizar por eventuais descumprimentos das normas.

Leia também: Câmara cria Comissão para tentar reabrir Poupatempo do Centro

Esse responsável será submetido a um rápido curso online e, após a conclusão do procedimento, assinará um ' Termo de Compromisso de Responsabilidade Social ' e receberá um certificado. O intuito é emitir uma prova de que ele está ciente das regras. 

O trangressor será multado em 400 UFICs,  equivalente a R$ 1.446,44, valor que será dobrado no caso de uma segunda autuação. No caso de um terceiro registro de desrespeito às regras, o estabelecimento ficará fechado até o fim da quarentena.

    Veja Também

      Mostrar mais