Santa Casa vai receber dez leitos de UTI para Covid-19 nos próximos dias
Reprodução/Santa Casa
Santa Casa vai receber dez leitos de UTI para Covid-19 nos próximos dias


A Prefeitura de Campinas anunciou que 31 novos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI ) para pacientes com Covid-19 serão distribuídos em três unidades do Sistema Universal de Saúde (SUS) durante os próximos dias. A rede pública está sobrecarregada com o aumento de casos, tanto que o SUS municipal passou o final de semana com 100% de ocupação nos leitos de UTI .

Do total dos novos leitos, 15 serão instalados no Hospital Metropolitano , que estava fechado desde o dia 25 de março, em razão de uma intervenção judicial, mas que retomará as atividades até o final desta semana, conforme previsto pelo prefeito Jonas Donizette (PSB). A unidade, alugada por três meses pela Prefeitura, será utilizada exclusivamente para o tratamento de pacientes com Covid-19 .

“Nós vamos abrir mais um hospital. Lembrando que a Casa de Saúde era um hospital praticamente fechado e hoje é um hospital covid gerenciado pelo Vera Cruz. O AME estava fechado e abriu só para atendimento de Covid. Agora, nós vamos abrir mais um hospital, que é o Metropolitano, integralmente para o atendimento de pacientes Covid, com UTI e leito de retaguarda”, afirmou o secretário da Saúde, Carmino de Souza, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (15).

Leia também:

Mais UTI e retaguarda

Outros dez leitos de UTI serão instalados na Santa Casa , enquanto os seis restante serão destinados à Beneficência Portuguesa . Além disso serão criados novos leitos de retaguarda clínica: cinco na Beneficência Portuguesa, 28 no Metropolitano, 30 no Hospital de Campanha, 13 na Santa Casa e 12 na Casa de Saúde.

“Vai continuar aumentando enquanto a gente precisar que aumente, e a gente continua precisando atender as pessoas. Esse é o ambiente de epidemia, até um certo momento a gente faz a prevenção; nós estamos continuando com a prevenção, não saímos da quarentena, mas a elevação do número de casos nos faz aumentar a estrutura. Nós temos que garantir acesso aos pacientes. Então, essa é uma preocupação muito grande”, observou Carmino.

    Veja Também

      Mostrar mais