Campinas foi elevada ao status de metrópoles pelo IBGE.
Carlos Bassan / Pref. de Campinas
Campinas foi elevada ao status de metrópoles pelo IBGE.


Campinas foi elevada à condição de metropóle nesta quinta-feira (25), de acordo com pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Com isso, a cidade se tornou a primeira que não é uma capital a integrar o grupo, e São Paulo passa a ser o único estado com duas metrópoles.

Além de Campinas, a pesquisa Regiões de Influência das Cidades (Regic), também elevou Florianópolis (SC) e Vitória (ES) à categorai. O grupo já tinha São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Salvador e Manaus.

Leia também: Comércio fechado: Força-tarefa interdita estabelecimentos em Barão Geraldo

Segundo o IBGE, Vitória, Florianópolis e Campinas atingiram o nível de metrópole por terem elevado o número de empresas e instituições públicas, atraindo contingentes populacionais muito significativos de outras cidades para acessarem bens e serviços.

O gerente de Redes e Fluxos Geográficos do IBGE, Bruno Hidalgo, destacou as atividades econômicas que impulsionaram o alto número de empresas nas novas metrópoles. Ele lembrou que Campinas é um polo tecnológico e logístico relevante, cortada por rodovias importantes, com uma das principais universidades brasileiras – a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

    Veja Também

      Mostrar mais