Campinas vai reforçar fiscalização em postos de gasolina.
Carlos Bassan / Pref. de Campinas
Campinas vai reforçar fiscalização em postos de gasolina.


Lojas de conveniência em postos de combustíveis não poderão mais comercializar bebidas alcóolicas em Campinas  a partir de terça-feira (07), quando um decreto que estabelece a medida para evitar aglomerações será publicado no Diário Oficial. O anúncio foi feito pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) nesta segunda-feira (06).

Em entrevista coletiva, Jonas explicou que o decreto vale por 30 dias, com chance de ser prorrogado por mais 30. A multa para o estabelecimento que descumprir a determinação será de R$ 1,4 mil.

Conforme as regras em vigência, bebidas podem ser vendidas em postos de gasolina, mas não podem ser consumidas nesses locais. Isso não tem impedido, no entanto, que, mesmo durante a quarentena para conter a Covid-19 , muitas pessoas comprem bebidas em lojas de conveniência e bebam na área do posto.

Leia também: Final de semana é marcado por festas e aglomerações em Campinas

“Os postos de gasolina se tornaram pontos de encontro. As pessoas compram bebida, consomem ali mesmo. Nós já conversamos com o setor, avisamos. O decreto publicado amanhã proíba a venda nas lojas de conveniências em todos os postos de combustíveis de Campinas”, anunciou Jonas Donizette.

Segundo a Guarda Municipal (GM) , carros estão estacionando nos postos, com som alto, e causando aglomeração. “Existem diversas solicitações em postos de gasolina, incluindo veículos que ficam ali lgiados com som alto, fazendo consumo de bebidas”, relata o comandante da GM, Márcio frizarin.

A Guarda já vinha fazendo operações para dispersar aglomerações causadas por sons automotivos, com apreensões constantes de veículos. Agora, a fiscalização será reforçada nos postos de gasolina.

    Veja Também

      Mostrar mais