ACidade ON

Hospital de Campanha do Ibirapuera deve receber pacientes de Campinas.
Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
Hospital de Campanha do Ibirapuera deve receber pacientes de Campinas.


O governador do Estado, João Doria (PSDB) , disse hoje (8) que o hospital de campanha do Ibirapuera , na capital, poderá começar a receber pacientes da região de Campinas . Doria justificou que como reduziu a propagação do vírus na capital e aumentou no interior, o hospital do Ibirapuera poderá ajudar a região no aumento da demanda dos casos. Além dos 28 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a unidade conta com 248 leitos de enfermaria.

O transporte desses pacientes deverá ser feito em ambulâncias com UTI integrada . O deslocamento visa atender a todos os pacientes que demandam atendimento hospitalar, sem aumentar custos, afirmou o Estado. Ainda segundo o Estado, as vagas do hospital de campanha já passaram a pertencer ao sistema Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) que regula as vagas no Estado.

Leia também: Prefeitura avisa que vai tentar reverter suspensão de missas e cultos

Ontem, o Estado havia classificado a região de Campinas como "área estressada" devido a alta dos casos e também na ocupação dos leitos específicos para covid-19. 

Fifca na capital

Na semana passada o prefeito Jonas Donizette (PSB) recusou a instalação da estrutura do Estado na cidade. Segundo Jonas não há tempo hábil para a montagem e nem como fazer a contratação de profissionais da saúde para atuar no local. No mesmo dia, Jonas pediu recursos financeiros como ajuda para o enfrentamento da doença.

A região de Campinas retrocedeu nessa semana à fase vermelha do Plano São Paulo de flexibilização. A fase é a mais restritiva e libera o funcionamento apenas do comércio essencial. Segundo o Estado, retrocede para essa fase a área que está com a taxa de ocupação dos leitos de covid-19 acima dos 80%.

Até a tarde de ontem , 80,3% dos leitos de UTI da região de Campinas estavam ocupados.  

Não mando

Por meio de nota, a Prefeitura de Campinas afirmou que não vai mandar paciente da cidade para o hospital de campanha na capital. A Prefeitura afirmou que tem 145 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 e mais 241 de retaguarda e que na próxima semana, serão abertos mais 48 leitos, sendo 10 de UTI e 38 de retaguarda no Hospital Ouro Verde, também exclusivos para pacientes com covid-19. 

Portanto, a cidade não vai enviar seus pacientes para fora.  O município está buscando aporte financeiro para manter estes leitos, que custam muito caro. 

    Veja Também

      Mostrar mais