Jonas Donizette quer que Plano SP permita pular fases do Plano SP.
Carlos Bassan
Jonas Donizette quer que Plano SP permita pular fases do Plano SP.


O prefeito de Campinas , Jonas Donizette (PSB), enviou ao Comitê de Contingência do estado de São Paulo um pedido para que o Plano SP permita que Campinas, classificada na zona vermelha (1ª fase) possa avançar direto para a zona amarela (3ª fase), sem passar pela laranja (2ª fase).

"Hoje você não pula de fase. Eu acredito que, resolvendo esses problemas de leitos (de UTI para Covid-10), a gente já poderia estar na fase amarela. Eu fiz um pedido para que exista a possibilidade de não haver essa hierarquia de fase. Se a região está preparada para uma fase, por que não deixar que ela fique naquela fase? Lembrando que eu fiz o laranja restritivo duas semanas antes do vermelho", disse Jonas em entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (10).

Pouco depois da coletiva do chefe do executivo campineiro, o secretário de Desenvolvimento Regional de São Paulo, Marco Vinholi, afirmou que é possível que isso ocorra. na reclassificação divulgada nesta sexta-feira, inclusive,  a região de Registro saiu direto da primeira para a terceira fase.

Na fase vermelha, apenas serviços essenciais são permitidos, enquanto, na fase laranja, atividades como comércio, shoppings e escritórios ganham permissão para funcionar. Já na zona amarela, fase para qual Jonas quer avançar direto, restaurantes e bares podem reabrir.

Leia também: Campinas confirma mais 344 casos e 16 mortes

De acordo com o prefeito, apesar de Campinas seguir na zona vermelha, a expectativa é de que a cidade avance de fase na próxima sexta-feira (17). 

"A expectativa para a próxima semana, quando será feita uma reclassificação, é positiva. Passamos 10 dias com as UTIs com a capacidade 100% ocupadas, ninguém ficou sem atendimento médico, como foi visto em outras cidades. Os indicativos são positivos, mas temos que continuar com nosso trabalho. Assim, na próxima sexta-feira teremos uma expectativa positiva de uma reclassificação", afirmou o prefeito.

Cenário

O otimismo se dá em razão da diminuição na ocupação de leitos registrada na quinta-feira (09), com taxa de 86,3%. O número de leitos de UTI-Covid desocupados subiu de 43 para 52, de quarta (08) para quinta-feira (09), na soma das redes pública e privada.

"A epidemia tem um curso e acho que ontem mostramos que estamos há uma semana em estabilidade dos casos. É o platô que falamos. Os números de casos estão idênticos. Ontem nos tivemos uma folga de ocupação de leitos de UTI, foram 11 vagos. A partir do dia 15 teremos uma possível queda dos casos da doença", afirmou o secretário da Saúde, Carmino de Souza .

A ocupação ainda é considerada alta, mas a projeção da Prefeitura é que os números se estabilizem nos próximos dias, já que o hospital de campanha do Ibirapuera, na capital, começou a receber pacientes da região de Campinas. Segundo Jonas, 28 pessoas já foram enviadas para o hospital paulisano, mas nenhuma delas é cidadã de Campinas

Durante a coletiva, o prefeito anunciou a abertura de 10 novos leitos de UTI-Covid no hospital municipal Ouro Verde, além de ter revelado que o Estado enviará 25 milhões de recursos para a cidade. 

    Veja Também

      Mostrar mais