Ação da prefeitura de Campinas no Noroeste da cidade, onde a mortalidade de covid-19 é maior
Gilson Machado / Prefeitura de Campinas
Ação da prefeitura de Campinas no Noroeste da cidade, onde a mortalidade de covid-19 é maior


Campinas registrou, entre quinta (09) e sexta-feira (10), mais 344 contaminados pelo novo coronavírus , o que eleva para 11.636 o total de casos confirmados na cidade. Além disso, foram registradas 16 novas mortes por Covid-19 , doença causada pelo vírus. Até agora, 437 pessoas já morreram.

Com relação aos 16 novos falecimentos, oito das vítimas eram homens e oito eram mulheres; três não tinham outras doenças e 13 apresentavam comorbidades. Com relação à faixa etária, três eram maiores de 80 anos; três tinham entre 70 e 79 anos; cinco entre 60 e 69 anos; quatro entre 50 e 59 anos e uma tinha entre 40 e 49 anos.

Leia também: Asilos de Campinas somam 46 óbitos por Covid-19 

Veja os números divulgados nesta sexta-feira (10):

- 437 óbitos (16 novos)
- 24 óbitos em investigação (1 a menos)
- 11.536 casos confirmados (344 novos)
- 613 em investigação (11 novas)
- 19.656 descartados (1.060 novos)
- 9.330 pessoas recuperadas (262 novos)
- 416 internadas (8 novos)
- 1.353 em isolamento domiciliar (89 novos)

Vejas os detalhes sobre as novas vítimas:

– Mulher, de 92 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de junho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 77 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 08 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 81 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 06 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 45 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 07 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 59 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 08 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 56 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 09 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 79 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de junho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 64 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 04 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 68 anos, não que tinha outras doenças. Morreu no dia 07 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 65 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 07 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 69 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 08 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 56 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 08 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 53 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 08 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 67 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 20 de junho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 82 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 09 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 75 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 2 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

    Veja Também

      Mostrar mais