Campinas continua com UTI do SUS municipal sobrecarregada.
Reprodução
Campinas continua com UTI do SUS municipal sobrecarregada.


Campinas registrou, nesta terça-feira (14),  87,7% de ocupação em leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 , na soma das unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) e da rede privada de hospitais. A cidade tem 423 leitos, dos quais 371 estão ocupados e 52 estão livres. Na segunda-feira (13), a lotação era de 88,05%.

O SUS municipal teve a liberação de cinco leitos, entre segunda e terça, e agora tem dez vagas disponíveis, com 145 preenchidas do total de 155. Com isso, a taxa de ocupação nas unidades administradas pelo município é de 93,5%, ainda no limite. Segundo o secretário da Saúde, Carmino de Souza, há uma expectativa de que esses números continuem caindo.

“Nenhum paciente que precisou da nossa rede deixou de ter o leito. A OMS preconiza 20 leitos para cada 100 mil habitantes. Aqui estamos falando só de UTI-Covid, não de todas. Nós temos praticamente o dobro do que a OMS preconiza. Felizmente, eu já tinha dito no início da semana passada, a gente estava tendo uma diminuição na pressão dos leitos. Temos uma pressão menor, apesar de ainda estar bastante alta, e temos uma reserva muito boa de leitos de retaguarda”, disse Carmino em coletiva nesta terça-feira.

Leia também: Bares e restaurantes contabilizam 22 mil demissões na RMC, diz Abrasel

Já o SUS estadual , que conta com 93 leitos distribuídos entre o AME e o HC da Unicamp, tem 12 leitos livres, dois a menos que na segunda-feira. No momento, 81 estão ocupados, o que corresponde a 87,10%. Com um acréscimo de 13 novos leitos Covid-19 instalados de ontem para hoje, a rede privada tem 175, no total, com 145 ocupados e 30 livres; a ocupação é de 82,86%.

As unidades de saúde de Campinas conseguiram maior estabilidade nas UTI desde que o hospital de campanha do Ibirapuera, na capital, começou a receber pacientes de cidades da região. Até agora, 128 pessoas, que antes seriam internadas em Campinas, foram encaminhadas para São Paulo.

    Veja Também

      Mostrar mais