Pedro Tourinho é o pré-candidato do PT à Prefeitura de Campinas.
Divulgação/Câmara Municipal de Campinas
Pedro Tourinho é o pré-candidato do PT à Prefeitura de Campinas.


O PSOL abriu mão de uma candidatura própria ao cargo de prefeito de Campinas  para formar aliança com o PT . A coligação foi anunciada pelo partido após reunião do Diretório Municipal realizada no último domingo (19). Com isso, os psolistas devem indicar, até agosto, um nome para ser candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo petista Pedro Tourinho , hoje vereador.

Além disso, a aliança foi formada com o intuito de atrair outros partidos da esquerda para fortalecer a chapa. Em comunicado divulgado nas redes sociais, a presidente do PSOL Campinas, Marcela Moreira, disse que o partido vai buscar união com PCdoB, PCB, PCO, UP e PSTU. O PCdoB tem Alessandra Ribeiro como pré-candidata à Prefeitura. 

Leia também: Asilos de Campinas contabilizam 48 mortes por Covid-19 e 146 infectados

Disputa interna

Até então, Alexandre Mandl e Toninho Alves haviam se colocado como pré-candidatos para disputa interna no PSOL. Isso não quer dizer que um deles será o indicado a vice de Tourinho.

Mandl, aliás, integra a corrente que era contra a aliança com o PT e defendia candidatura própria do PSOL. Até por isso, ele deve concorrer a um dos cargos de vereador. A votação para aprovar a coligação foi acirrada, terminando com 15 votos a favor e 14 contra.

Adiamento

Antes previstas para os dia 4 (primeiro turno) e 25 de outubro (segundo turno), as eleições municipais foram adiadas para 15 e 29 de novembro, em razão da pandemia de Covid-19. As chapas têm até o dia 26 de setembro par afazer o registro das candidaturas .

    Veja Também

      Mostrar mais