ACidade ON

Campinas segue com ocupação das UTIs-Covid acima de 86%.
Divulgação/Unicamp
Campinas segue com ocupação das UTIs-Covid acima de 86%.


A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para pacientes com Covid-19 em Campinas se estabilizou nesta segunda-feira (20), mantendo-se na porcentagem de 86%. Segundo dados divulgados hoje, a taxa é de 86,45%. Ontem, a taxa era de 86,2%. 

Ainda de acordo com o boletim, o número de leitos ocupados entre os dois dias é praticamente o mesmo, com a diferença de um paciente internado a mais nesta segunda. De acordo com a Administração, dos 406 leitos de alta complexidade para coronavírus no município, 351 estão ocupados. Com isso Há 55 leitos livres somando as redes pública e particular.

Os leitos são divididos por gestão, seja ela municipal, estadual ou privada. Desde o começo da pandemia, o SUS municipal é o que mais tem ficado sobrecarregado por causa da nova doença.

Leia também: Asilos de Campinas têm 48 mortes por Covid-19 e 146 infectados

Nesta segunda, dos 155 leitos, dos quais 145 estão ocupados, o que equivale a 93,55%. Há 10 leitos livres. No SUS Estadual, que corresponde ao AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e ao HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp, são 93 leitos, dos quais 83 estão ocupados, o que corresponde a 89,25%. Há 10 leitos livres.

Na rede privada são 158 leitos, dos quais 123 estão ocupados, o que equivale a 77,85%. Há 35 leitos livres. 

HISTÓRICO 

A estabilização ocorreu após queda consecutivas na última semana. Há sete dias, a taxa de ocupação estava em 88% e foi caindo progressivamente até chegar no índice atual. Apesar da queda, o número é ainda alto, segundo o governo estadual.

A taxa de ocupação de leitos é um dos critérios para a possível flexibilização da quarentena prevista pelo Plano SP. Somente com ela abaixo de 80% é que Campinas poderia evoluir para a fase laranja. Atualmente, o município está entrando na sua terceira semana de fase vermelha, a mais restritiva do plano de retomada.

    Veja Também

      Mostrar mais