ACidade ON

Ocupação de UTIs-Covid em Campinas está abaixo de 80%.
Arquivo/Prefeiutra de Campinas
Ocupação de UTIs-Covid em Campinas está abaixo de 80%.


Depois de quatro quedas na última semana, a taxa de ocupação de leitos complexos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para pacientes com complicações do novo coronavírus em Campinas voltou a subir nesta quinta-feira (20).

Levantamento da Prefeitura mostra que o índice está em 73,27%. hoje Ontem, era de 71,53% . No total, são 108 livres, sendo que 59 deles estão na rede particular da cidade.

Leia também: Estabelecimentos podem abrir por 8 horas diárias a partir desta sexta-feira

A maior ocupação ocorre no SUS Estadual, que tem dois equipamentos de saúde: o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e o HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp. Hoje, a taxa é de 81,72%. São 93 leitos, dos quais 76 estão ocupados.

Em seguida, vem o SUS municipal, com ocupação de 79,22%. São 154 leitos, dos quais 122 estão ocupados. Nesta quinta, 1 leito do Hospital Mário Gatti continua bloqueado para regulação por conta da necessidade de isolamento de paciente.

Na rede particular, de 157 leitos, 98 estão ocupados, o que equivale a 62,42%. Sobre a situação, o secretário de Saúde de Campinas, Carmino de Souza, afirmou mais cedo em live oficial que existe uma evolução na redução da ocupação de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), assim como nos leitos de retaguarda.

"O coeficiente de letalidade vem recuando também nas últimas semanas. Já chegou a 4 e estamos em 3,6", disse. Hoje a cidade chegou a 923 óbitos de covid-19 e 25.218 pacientes diagnosticados.

    Veja Também

      Mostrar mais