ACidade ON

Comércio de Campinas teve aumento de vendas desde o início da fase amarela do Plano SP.
Carlos Bassan / Pref. de Campinas
Comércio de Campinas teve aumento de vendas desde o início da fase amarela do Plano SP.


A primeira semana de Campinas na fase amarela do Plano São Paulo , que regulamenta a quarentena para conter a disseminação da covid-19 no Estado, apontou um crescimento no faturamento das vendas do varejo em comparação com o ano passado. 

Segundo um levantamento feito pela Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas), com base nos dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), de 9 a 16 de agosto houve um crescimento de 15,81% nos ganhos do setor em relação ao mesmo período de 2019, registrando R$ 27,8 milhões pelos estabelecimentos comerciais em uma semana. 

No período de referência, as empresas puderam funcionar por um período de seis horas e foi permitida a reabertura de bares, restaurantes e lanchonetes para o atendimento inclusive no local, além de salões de beleza e academias. Hoje, após duas semanas se mantendo na fase, comércio e os setores de serviço têm autorização para o funcionamento por oito horas diárias

Leia também: Em meio à pandemia, RMC tem 4,4 mil empresas encerradas

O salto nas vendas anima os empresários, que ainda tentam recuperar os prejuízos causados pela quarentena, iniciada em março na cidade.

Ao contrário do registrado agora, assim que as empresas voltaram a funcionar, na primeira semana de agosto e ainda na fase laranja do plano, os números apontavam para resultados negativos. Segundo o economista da Acic, Laerte Martins, na primeira semana de agosto foi observado uma redução de 18,7% nos níveis de vendas comparados com o mesmo período do ano anterior.

Na região, tanto o comércio como o setor de serviços ficaram fechados por cerca de três meses direto, depois chegaram a reabrir em junho para depois de duas semanas, fechar novamente. A reabertura atual aconteceu no mês de julho , e desde então vem tendo avanços, pela melhora do quadro da pandemia na cidade.

AUMENTO

Desde a última sexta-feira (21), os estabelecimentos comerciais de Campinas - incluindo restaurantes, salões de beleza, academias e shoppings centers, foram autorizados a funcionar oito horas por dias, podendo fracionar o horário durante o dia.

Para a Acic, o horário mais estendido ajuda a desafogar o transporte público e dilui a concentração de pessoas nas ruas e nos comércios, possibilitando a presença mais segura do público nesses locais.

"Nossos esforços foram no sentido de apresentar para a Prefeitura as necessidades desses empresários e garantir que eles fossem contemplados de acordo com o perfil de seus negócios. Sempre defendemos o horário mais ampliando na fase de flexibilização, considerando que essa extensão no período contribuiu também para diluir a concentração de pessoas nas ruas e nos comércios.", explicou a presidente da instituição, Adriana Flosi.

    Veja Também

      Mostrar mais