ACidade ON

O prefeito Jonas Donizette (PSB) em entrega simbólica do Museu da Água (Foto: Divulgação)
Divulgação
O prefeito Jonas Donizette (PSB) em entrega simbólica do Museu da Água.


Campinas ganhou nesta sexta-feira (28) o Museu da Água, em comemoração aos 46 anos da Sanasa - empresa que cuida da distribuição do recurso hídrico na cidade. Segundo a Prefeitura, o museu traz uma exposição científica cultural interativa que integra, de forma permanente, e ficará no Centro de Conhecimento da Água, no Parque São Martinho (ao lado do Parque das Águas).

A entrega do museu foi simbólica, por conta da pandemia do novo coronavírus. Ainda nas sexta, a cidade passou de mil mortes confirmadas de covid-19 e decretou luto oficial de três dias. 

O museu teve investimento total no valor de R$ 1,5 milhão, sendo que R$ 1,1 milhão foi feito como contrapartida da Sanasa pelas obras de esgotamento sanitário financiadas pela Caixa Econômica Federal.

Leia também: AME vai deixar de ser 'Hospital Covid' para iniciar cirurgias em outubro

O acervo reúne 24 instalações distribuídas nas áreas interna e externa do CCA. Cada uma delas apresenta, de maneira lúdica e interativa com o público, a água enquanto elemento garantidor da vida e do equilíbrio ambiental do planeta.

Todas as instalações também destacam o uso da água ao longo da história e da evolução tecnológica para o tratamento, armazenamento e distribuição. O trabalho da Sanasa é ressaltado com ênfase ao sistema de tratamento e abastecimento de água, bem como ao serviço de esgotamento sanitário e à produção de água de reúso. 

PARA CRIANÇAS 

De acordo com o presidente da Sanasa, Arly de Lara Romeo, o que diferencia o Museu da Água é a interatividade com as crianças e adolescentes. "Precisamos conscientizar as novas gerações da importância da sustentabilidade do consumo da água. Hoje a Sanasa comemora 46 anos, e nada mais prazeroso do que entregar uma obra como esta", destacou.

A exposição interativa foi idealizada pelo físico Aníbal Fonseca de Figueiredo Neto, mestre pela USP (Universidade de São Paulo). Ele participou da concepção e construção de diversos projetos de popularização da ciência, entre eles o Museu Catavento Cultural, em São Paulo. "Buscamos a presença da água sem a preocupação científica, mas nos diversos aspectos da formação do indivíduo", explicou. O Museu da Água fica na Rua Visconde de Congonhas do Campo, 567, Parque São Martinho"

    Veja Também

      Mostrar mais