ACidade ON

UPA Carlos Lourenço deixará de ser centro de internação para Covid-19.
Carlos Bassan
UPA Carlos Lourenço deixará de ser centro de internação para Covid-19.


A partir das 7h desta terça-feira (1º) a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Carlos Lourenço voltará ao atendimento para pacientes gerais, tirando o atendimento exclusivo para coronavírus. O local estava fechado desde 18 de junho para funcionar apenas como unidade de internação para pacientes com Covid-19 de Campinas .

No período em que funcionou como unidade covid, pelo menos 240 pacientes foram atendidos no local. O último recebeu alta no último domingo, dia 30 de agosto.

Leia também: Retomada das aulas vai priorizar 5º e 9º ano; veja o planejamento

A UPA contava com 28 leitos de retaguarda covid, sendo 25 de retaguarda clínica e três para estabilização, que eram utilizados quando o paciente precisava ser estabilizado para ser transferido para uma UTI.

"O momento é de queda na necessidade desse tipo de leito de internação, que são os de menor complexidade. Acompanhamos diariamente e houve um decréscimo bastante significativo em toda a rede", disse Marcos Pimenta, presidente da Rede Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar, responsável pela gestão da unidade.

Nesta segunda-feira (31) estão sendo feitas adequações no local e limpeza de todos os setores para que a UPA esteja pronta para receber os pacientes. Ainda hoje, Campinas confirmou mais 2 mortes por covid-19 e chega a 27.673 casos.

FLUXO DIVIDIDO

Assim como em outras unidades da Rede Mário Gatti, a UPA Carlos Lourenço terá um fluxo dividido para atendimento de pacientes com sintomas gripais e não gripais. Essa divisão é feita na recepção da unidade.

A UPA Carlos Lourenço funciona diariamente, 24 horas. É aberta à população, ou seja, não necessita de encaminhamento.

    Veja Também

      Mostrar mais