Campinas tem 1.145 mortes por Covid-19.
Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas
Campinas tem 1.145 mortes por Covid-19.


A Secretaria de Saúde de Campinas confirmou, em boletim divulgado no início da tarde desta terça-feira (15), mais 20 vítimas fatais da Covid-19, o que eleva para 1.145 o total de mortes causadas pela doença na cidade. Com 329 novos contaminados, o número de casos confirmados sobe para 30.674, mas 29.015 pessoas já estão recuperadas.

Do total de vítimas, 12 eram maiores de 60 anos, sendo três maiores de 90; quatro entre 80 e 89 anos; quatro entre 70 e 79, e uma entre 60 e 69 anos. As outras oito vítimas tinham menos de 60 anos: quatro entre 50 e 59; três entre 40 e 49 e uma entre 20 e 29.

Leia também: PSDB decide apoiar Zimbaldi e secretários deixam governo Jonas

Veja os números divulgados nesta segunda-feira (15):

- 1.145 mortes (20 novas)
- 17 mortes em investigação (3 novas)
- 30.674 casos confirmados (329 novos)
- 55 em investigação (11 novos)
- 60.057 descartados (436 novos)
- 29.015 recuperados (287 novos)
- 315 pessoas internadas (8 a menos)
- 199 em isolamento domiciliar (30 a mais)

Veja os dados sobre as novas vítimas confirmadas:

– Homem, de 93 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 2 de setembro em hospital privado. O exame foi por exame clínico e por tomografia.

– Homem, de 79 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 04 de setembro em hospital público. O exame foi por exame clínico e epidemiológico.

– Homem, de 40 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 11 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 41 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 86 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 75 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 73 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 82 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 87 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 49 anos, que  tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital público. O exame foi por exame clínico e por tomografia.

– Homem, de 51 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 68 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 52 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 75 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 95 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 82 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 14 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 59 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 14 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 50 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Mulher, de 25 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 92 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de setembro em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

    Veja Também

      Mostrar mais