Ocupação de UTIs-Covid segue estável em Campinas.
Divulgação/Unicamp
Ocupação de UTIs-Covid segue estável em Campinas.


Campinas registrou, nesta sexta-feira (18), 61,19% de ocupação em leitos de UTI para Covid-19, na soma das redes pública e privada de saúde. O total de leitos do tipo é de 286, dos quais 175 estão ocupados e 111 estão livres. Na quinta, a taxa era de 63,25%.

Com a ocupação dos leitos UTI-Covid estabilizada entre 60% e 65%, a Prefeitura de Campinas iniciou uma mobilização para normalizar o número de UTIs para pessoas que estão com problemas não relacionados ao novo coronavíurus. 

Leia também: Profissionais de Educação começam a ser testados na semana que vem

Você viu?

Segudo o secretário de Saúde, Carmino de Souza, é que 90 leitos estejam disponíveis até outubro, como acontecia antes da pandemia. Campinas conta, atualmente, com 80 leitos de UTI adulto para o atendimento de pacientes que não estejam com Covid-19. 

“Nós conseguimos, sem causar nenhuma redução na disponibilidade de leitos para pacientes Covid, melhorar a situação para os demais casos. Esse foi o tema de uma reunião com o Ministério Público do Estado, na qual apresentamos todos os nossos dados. Explicamos que jamais deixaremos de nos preocupar com a pandemia, mas com planejamento e ação equilibrada está sendo possível atender a todos que precisam do sistema de saúde”, explicou Carmino de Souza.

Veja como está a distribuição de leitos UTI-Covid nesta sexta:

SUS Municipal: 131 leitos, dos quais 77 estão ocupados, o que equivale a 58,78%. Há 54 leitos livres.

SUS Estadual (AME + HC da Unicamp): 63 leitos, dos quais 38 estão ocupados, o que corresponde a 60,32%. Há 25 leitos vagos.

Particular: 92 leitos, dos quais 60 estão ocupados, o que equivale a 65,22%. Há 32 leitos livres.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários