ACidade ON

Comunidade da Vila Paula foi atingida por incêndio.
Rperodução
Comunidade da Vila Paula foi atingida por incêndio.


Um grupo de voluntários se mobilizou nesta segunda-feira (28) para arrecadar alimentos, produtos de higiene e até eletrodomésticos para as famílias que perderam tudo no incêndio na comunidade Vila Paula, no bairro San Martin, em Campinas, na madrugada de hoje.  As chamas consumiram 24 dos 34 barracos que estavam erguidos no local, e ao menos 130 pessoas foram atingidas pelo incêndio.

As iniciativas vieram da Paróquia São Marcos e também da Comunidade Frei Galvão. Há ainda um  vaquinha on-line com pedido para levantar R$ 200 mil, como forma de reerguer a vida das vítimas da Vila Paula.

Na igreja, o o ponto de arrecadação é na comunidade Frei Galvão da Paróquia São Marcos, O Evangelista - Rua Valentino Biff, s/n - em frente ao CDHU San Martin.

Segundo o padre Antônio Alves, responsável pela organização da arrecadação, a ajuda pode ser dada em alimentos, roupas, material de limpeza, móveis, colchão e até água.

"Estou levando as famílias em abrigos cedidos pela Prefeitura e vou fazer uma triagem para ver de fato o que precisam. Elas precisam de tudo, claro. Já conseguimos muita roupa. Mas também vão precisar de fogão, geladeira. Vou levantar tudo certinho. Mas precisamos de ajuda. Estamos arrecadando agora para fazer a distribuição", explicou.

Outros dois lugares que estão arrecadando são a Comunidade Frei Galvão, na Rua Valentino Bffi, 125, Jardim Mirassol, e também na Escola Maria de Lourdes Bondine no CDHU San Martin, entre as quadras R e U.

O INCÊNDIO 

O incêndio tomou os barracos da Vila Paula a partir das 4h30 desta segunda, deixando duas pessoas feridas. Muitos moradores saíram de casa apenas com a roupa do corpo e documentos. O restante dos pertences foi consumido pelas chamas.

Além do Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil também atuou no caso e interditou dez casas no local nesta segunda. Segundo a Prefeitura de Campinas, no total, ficaram desalojadas 24 famílias, sendo 36 adultos, 27 crianças e dois adolescentes. Essas pessoas foram acolhidas na Escola Estadual Maria de Lourdes Bordini e em duas instituições religiosas nas proximidades.

As causas do incêndio ainda são desconhecidas e serão investigadas. 



    Veja Também

      Mostrar mais