ACidade ON

Tarifa de ônibus não deve ter reajuste.
Carlos Bassan / Pref. de Campinas
Tarifa de ônibus não deve ter reajuste.


O p refeito de Campinas , Jonas Donizette (PSB) , afirmou, durante entrevista ao programa semanal "Café com Prefeito" na manhã desta segunda-feira (28), que Campinas não terá um novo aumento na tarifa do transporte público neste ano, e nem em 2021. 

O prefeito disse que conversou com o prefeito eleito Dário Saadi (Republicanos) e ele demostrou que também não irá elevar o valor do transporte coletivo no próximo ano.  

"Não tem aumento de tarifa nesse ano. Já estou avisando nesse último programa do ano (Café com Prefeito) e o Dario já se comprometeu que não daria aumento no ano que vem. Então não teremos reajuste na passagem mesmo com o funcionamento do BRT" afirmou.  

Entregue com 96% das obras concluídas, o BRT ainda aguarda a nova licitação do transporte, que terá ônibus de usos exclusivos para circular nos novos corredores.  

REAJUSTES 

Em Campinas, o último aumento na tarifa dos ônibus ocorreu em julho do ano passado, e com ele a cidade passou a ter a passagem mais cara do país - fixada em R$ 4,95, inclusive mais cara do que em todas as capitais -, após ser elevada em 5,31%. Para usuários do Bilhete Único, o valor é de R$ 4,55. 

Na época, o reajuste de 5,31%, foi superior a inflação do ano anterior, que havia sido de 3,75%, foi criticado pelos usuários da cidade, que contestam a qualidade do serviço prestado pela Transurc (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas).  

Você viu?

A Prefeitura justificou na época e em decreto que a passagem "terá um reajuste abaixo do índice inflacionário do período", sendo que a Administração considerou que a inflação "de janeiro de 2018 a maio de 2019 foi de 6,05%".  

REPASSES PARA EQUILIBRAR

Apesar de não haver o reajuste, a Prefeitura de Campinas aumentou o subsídio pago as empresas do transporte coletivo nesse mês de dezembro. Além dos R$ 6 milhões pagos mensalmente às empresas de transporte, outros R$ 10 milhões foram dados neste mês totalizando R$ 16 milhões em um único mês. 


No dia 1º de dezembro, por meio do decreto 21.182, o prefeito Jonas Donizette autorizou o valor do crédito suplementar de R$ 5 milhões para ser utilizado no sistema de transporte público coletivo . Já no dia 21, um novo decreto - 21.218, destinou mais R$ 5 milhões . O texto não entra em detalhes sobre qual a exata destinação da verba.  

A Emdec informou que a verba complementar é necessária para manter o equilíbrio econômico-financeiro do sistema. 

VALORES

Atualmente, as empresas que operam o transporte público no município recebem, mensalmente, R$ 6 milhões pagos pela Prefeitura.
Para o Sistema Intercamp, operado por ônibus das empresas concessionárias do transporte coletivo e mini/miniônibus do serviço alternativo, são destinados R$ 5 milhões. Mais R$ 1 milhão é enviado ao sistema PAI (Programa de Acessibilidade Inclusiva). 

Aumentos da tarifa de ônibus em Campinas:

jan/2015 - passou de R$ 3,30 para R$ 3,50 (6,06%)
jan/2016 - subiu de R$ 3,50 para R$ 3,80 (8,57%)
jan/2017 - foi de R$ 3,80 para R$ 4,50 (18,42%)
jan/2018 - alta de R$ 4,50 para R$ 4,70 (4,44%)
jul/2019 - alta de R$ 4,70 para R$ 4,95 (5,31%)
2020 - sem reajuste

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários