Unicamp foi uma das instituições responsáveis por testes da CoronaVac.
Divulgação/Unicamp
Unicamp foi uma das instituições responsáveis por testes da CoronaVac.


A vacinação contra a Covid-19 em Campinas começa na tarde desta segunda-feira (18), um dia após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovar o uso emergencial das vacinas CoronaVac e AstraZeneca .

A Prefeitura comunicou que as primeiras aplicações serão realizadas em profissionais de saúde no Hospital de Clínicas da Unicamp, uma das instituições responsáveis pelos estudos clínicos da CoronaVac no Brasil. O prefeito Dário Saadi (Republicanos) e o governador João Doria (PSDB) estarão presentes no local.

Um caminham carregado com 4 mil doses de CoronaVac saiu de São Paulo na manhã de hoje para trazer o material para Campinas. Essas doses fazem parte de uma leva reservada pelo Estado para imunizar trabalhadores de seis hospitais de referência.


Além do HC, estão inclusos o HC de São Paulo, o HC de Ribeirão Preto, o HC de Botucatu, o HC de Marília e o Hospital de Base de São José do Rio Preto.

Campinas ainda aguarda, portanto, as doses da primeira fase de vacinação destinadas à rede municipal. Ainda não há previsão de chegada para o primeiro carregamento, mas a expectativa é vacinar 15 mil trabalhadores da área de Saúde durante os próximos dias. Segundo a Prefeitura, a cidade já possui toda a estrutura e insumos para vacinar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários