Agendamento da vacinação em Campinas teve tentativa de fraudes.
Adriano Rosa/Prefeitura de Campinas
Agendamento da vacinação em Campinas teve tentativa de fraudes.


A Prefeitura de Campinas identificou tentativas de fraude no agendamento para a segunda fase de vacinação contra a Covid-19 , que começa nesta quinta-feira (28). A nova etapa é destinada aos profissionas de saúde que não estão na linha de frente do combate à pandemia.

As pessoas que podem realizar o agendamento são aquelas que, apesar de não estarem atuando diretamente no atendimento a casos de Covid, exercem as seguintes funções: médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem, cirurgiões dentistas, técnicos de análises clínicas e motoristas de ambulância.

Até a tarde de quarta-feira, 11.100 pessoas já haviam agendado um horário para receber a vacina. Segundo a diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), Andrea von Zuben, foram identificados cadastros que não se enquadravam nos critérios.

Você viu?

"Não basta agendar, vai ter que comprovar. A pessoa que fizer isso vai perder esse agendamento. Quem fez isso, peço para ligar no 160 para desmarcar e abrir vaga para quem está mais exposto ao risco. Chegará a sua vez de tomar a vacina", afirmou.


Já o prefeito Dário Saadi fez um alerta sobre moradores de outros municípios, pedindo que eles não tentem se inscrever para a vacinação em Campinas. “Entrem na fila para a vacina em suas cidades, porque todas receberão doses, e assim ninguém será prejudicado”, disse.

Enquanto isso, a primeira fase da campanha de vacinação, com foco nos profissionais de Saúde que atuam na linha de frente, já imunizou 15.052 pessoas, segundo dados divulgados na tarde de ontem. Essa etapa contempla profissionais de hospitais públicos e privados, Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), Samu e Centros de Saúde.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários