ACidade ON

Sarau Viva Nordeste: 2ª edição começa na quinta-feira
Reprodução: ACidade ON
Sarau Viva Nordeste: 2ª edição começa na quinta-feira

Você viu?

Começa na próxima quinta-feira (4) e vai até 27 de março a segunda edição do Sarau Viva Nordeste , um festival virtual de homenagem à cultura nordestina , que tem como convidados artistas sediados em São Paulo, especialmente na cidade de Campinas .

A abertura será feita pelo músico Fernando Tocha, que abre a agenda com Sarau Aperitivo: Pífanos e Epifanias, resgatando músicas tradicionais de pífano, um instrumento ancestral, mas que é considerado uma marca da arte regionalista do Nordeste.

Além de músico, Tocha é produtor cultural, arte-educador e luthier de pífanos. É graduado em Antropologia e Licenciatura em Ciências Sociais pela Unicamp e graduando em Licenciatura em Música também pela mesma universidade. Integrante desde 2002 do grupo de pífanos Flautins Matuá, que pesquisa os folguedos da cultura popular.

A programação de fevereiro é toda dedicada ao Carnaval. O frevo, que desde 2012 está na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco, ganhou espaço de destaque. A manifestação cultural que nasceu no final do século 19, em Recife (Pernambuco) justamente no Carnaval, é tema do evento "Frevanças Armoriais", uma palestra espetáculo com o Grupo Madureira Armorial, na sexta-feira (05).

Fundado em 2011, o Madureira Armorial leva a arte brasileira através de uma sonoridade baseada nas manifestações culturais do nordeste como as cantorias, quadrilhas, guerreiros, maracatus e frevos. O Movimento Armorial surgiu sob a inspiração e direção de Ariano Suassuna, em 1970, com objetivo de valorizar a cultura popular do Nordeste brasileiro, pretendendo realizar uma arte brasileira erudita a partir das raízes populares da cultura do País.



No dia 09, às 19h30, acontece o "Sarau Aperitivo: Eu Quero Frevo", um espetáculo em homenagem ao ritmo, com Altar do Cordel, que junta os "cantadores" de cordel Rafa da Rabeca e Maria Rosa numa apresentação de cordéis autorais, clássicos e músicas ilustrativas. É o Dia do Frevo em Pernambuco, data que marca a primeira vez que o termo foi publicado, em 1907, no Jornal Pequeno, de Recife.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários