Em situação crítica, Metropolitano lota e anuncia mais leitos de covid
Reprodução: ACidade ON
Em situação crítica, Metropolitano lota e anuncia mais leitos de covid

Seis dias após começar a receber pacientes de Covid-19 transferidos do Hospital Mário Gatti , o Hospital Metropolitano de Campinas atingiu ocupação máxima na enfermaria, com todos os 17 leitos ocupados. Por conta disso, a Prefeitura de Campinas anunciou a expansão do atendimento nesta quinta-feira (11), com a abertura de mais 15 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) no local.

No HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp, o atendimento continuará suspenso por mais 24 horas, devido a lotação máxima desde terça-feira (9) (leia mais abaixo).

Em relação ao Metropolitano, a situação é crítica segundo a Prefeitura, com 30 pacientes internados neste momento nos leitos de enfermaria e gripário. "Estão chegando de um a dois doentes graves por hora no gripário da unidade, local onde pacientes são triados para definir quem precisa de internação", informou em nota. Na programação de leitos no Metropolitano, estão previstos 15 UTIs e 30 leitos de enfermaria no total.

O hospital começou a receber pacientes no dia 4 de março, após a Administração requisitar judicialmente a estrutura hospitalar no dia 2. A medida foi uma das primeiras a serem tomadas após a cidade atingir o maior número de internados pela doença em seis meses.

Você viu?

No dia, a direção do hospital citou a posse como "invasão" e disse que a medida "fere o direito à propriedade privada e gera transtornos ainda maiores à população de Campinas". Os proprietários pediram a devolução do hospital, por meio de uma liminar na Justiça, mas ainda não há decisão sobre isso.

LEITOS

No Metropolitano, a Prefeitura informou que ontem foram abertos 12 leitos de enfermaria e hoje foi necessário abrir mais 5leitos. Todos já estão todos ocupados. Sobre os novos leitos de UTI, a transferência de pacientes começará a tarde.

Segundo a Prefeitura, por enquanto, não é possível avaliar o impacto da abertura desses leitos na taxa de ocupação do SUS Municipal. Esse índice é divulgado à tarde, junto com o boletim epidemiológico de casos e mortes de coronavírus registrados em Campinas.


HC

A gestão do HC da Unicamp informou hoje que manterá por mas 24 horas a suspensão dos atendimentos devido a ocupação máxima na unidade, tanto nos leitos UTI-Covid como no PS (Pronto Socorro). As cirurgias eletivas - aqueles procedimentos possíveis de serem postergados - também estão suspensas até o dia 26 de março

De acordo com o hospital, estão suspensos também os encaminhamentos feitos pelo Samu, Resgate do Corpo de Bombeiros e pela Cross (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde), do Estado de São Paulo. No HC, são 30 leitos complexos para pacientes de covid-19 e não há leitos livres para novos pacientes de coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários