Maioria dos casos de Covid-19 em Campinas está concentrada na região central.
Fernanda Sunega/PMC
Maioria dos casos de Covid-19 em Campinas está concentrada na região central.

A região central de Campinas concentrou o maior número de mortes por covid-19 até o momento em 2021, segundo o Painel-Covid, ferramenta on-line lançada nesta sexta-feira (12) pela Prefeitura de Campinas. A plataforma traz os principais indicadores da situação da pandemia na cidade neste ano e também em 2020.

Segundo o levantamento, de janeiro até esta hoje (12), foram registradas 37 mortes pela doença na região do CS (Centro de Saúde) Centro. A segunda região com mais mortes na cidade causadas pela doença nesta ano é onde está localizado o Centro de Saúde do Paranapanema, com 22 óbitos. Na sequência aparece o CS do São Bernardo com 21 registros.

Vale destacar que no ano passado, a região central também liderava o número de mortes por covid no município, com 126 vítimas registradas. Em segundo lugar, estava o CS São Bernardo, com 77 mortes.

Já o CS do Paranapanema registrou 44 mortes e aparecia na quinta posição (hoje em segundo lugar). É importante destacar que os números do ano passado se referem de março a dezembro.

O número de óbitos no ano passado pela doença foi de 1.581. Já nos primeiros três meses deste ano foram contabilizadas 415 até o momento, chegando ao total de 1.996 desde o início da pandemia.

AS VÍTIMAS

Nesse ano, a doença segue matando mais homens. Foram 239 contra 176 mulheres. Entre eles, a maioria (66) tinha mais de 80 anos, outros 63 tinham entre 60 e 69 anos e 57 vítima tinham entre 70 e 79 anos. Já, entre as mulheres, a maior ocorrência de morte foi entre as moradores com mais de 80 anos (73 pessoas). Em seguida, 43 mulheres com idade entre 70 e 79 anos morreram pela covid-19 e, em terceiro lugar, com idade entre 60 e 69 anos (35 óbitos).

Você viu?

CASOS CONFIRMADOS

Entre os casos confirmados em 2021, a maioria foi registrada no CS Taquaral (1.198) e, em seguida, na unidade do Centro (1.174). De 20.059 moradores infectados com covid-18 em Campinas até o dia 12 de março deste ano, 10,1% tiveram sintomas graves. No total, foram 10.882 mulheres infectadas de janeiro a março deste ano e 9.177 homens.

Entre as mulheres, a covid-19 atingiu mais a faixa etária de 30 a 39 anos, com 2.420 diagnósticos de coronavírus em 2021.
Entre os homens, a maior parte das infecções ocorreu também nesta faixa etária, com 2.081 casos confirmados.

Comparando com 2020, houve uma inversão de locais com mais casos confirmados de covid. No ano passado, o CS que mais tinha diagnósticos de covid era o do Centro, com 3.295 pessoas infectadas. Em segundo lugar, vinha o Taquaral, com 2.636 casos confirmados.


No total, foram 53.853 casos de coronavírus de março a dezembro de 2020. Mais da metade dos casos (29.311 pessoas) ocorreram em mulheres - um total de 54,4%.

O PAINEL-COVID

Sobre a plataforma, a diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde, Andrea von Zuben, afirmou que ele é composto pela análise de sete bancos de dados compilados pela equipe. "Todos os estabelecimentos de saúde de Campinas, público ou privado, têm a obrigação de notificar os casos à Vigilância em Saúde do município. E existem mais de 400 unidades notificantes, ou seja, pessoas informando esses dados, que depois são compilados pela equipe do Devisa", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários