Unicamp está entre as 50 melhores universidades de países emergentes
Reprodução: ACidade ON
Unicamp está entre as 50 melhores universidades de países emergentes

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) está entre as 50 melhores universidades dos países com economia emergente. A instituição está à frente de outras 558, que também foram avaliadas no ranking THE (Times Higher Education) divulgado na segunda-feira (9). 

Já na América Latina, a Unicamp ocupa a segunda posição, perdendo apenas para a USP (Universidade de São Paulo). Entre as dez primeiras colocadas do Brasil, nove são instituições de ensino superior públicas (veja instituções abaixo). 

"Estamos entre as top 50. É um feito importante que mostra a posição de destaque da Unicamp e das universidades paulistas no Brasil e na América Latina", avalia o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel. 

O ranking da THE utiliza como critérios de análise parâmetros nas áreas de ensino, pesquisa, citações, transferência de conhecimento e internacionalização 

Você viu?

Em relação ao ano passado, a Unicamp subiu sete posições, passando de 55º para 48º lugar. Na edição desse ano, 606 instituições de 48 países foram classificadas. 

Para Knobel, mais que a melhora na posição, é importante destacar que novamente as universidades públicas ocupam lugar de prestígio. "São universidades públicas e de qualidade que estão entre as melhores universidades de países emergentes, o que é muito importante", afirma. 


RANKING 

- USP (Universidade de São Paulo)
- Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)
- UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais)
- UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
- UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)
- Unifesp (Universidade Federal de São Paulo)
- UFS (Universidade Federal de Sergipe)
- PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro)
- UnB (Universidade de Brasília)
- UFPel (Universidade Federal de Pelotas)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários