RMC decidirá sobre lockdown regional nesta semana
Reprodução: ACidade ON
RMC decidirá sobre lockdown regional nesta semana

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), propôs hoje (16) a adoção de medidas mais restritivas contra a Covid-19 , incluindo o lockdown em todas as cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas). A reunião com os prefeitos da região ocorreu na manhã desta terça-feira e uma nova foi marcada para a próxima sexta-feira (19), para decidir se haverá uma adoção ainda mais severa com o confinamento nas cidades da região.

Segundo a Prefeitura de Campinas, a maioria dos prefeitos aceitou discutir a possibilidade, porém, optou por avaliar e esperar mais dois dias os efeitos da atual fase emergencial do Plano São Paulo, iniciada ontem e que restringe a circulação de pessoas, principalmente no período noturno. 

Os prefeitos também querem observar os dados epidemiológicos e os índices de isolamento até sexta-feira. Segundo a Administração de Campinas, também não está descartado um encontro extraordinário antes disso.

NOVA FASE

Desde ontem (15) a região de Campinas, assim como todo o estado de São Paulo, está na fase emergencial da quarentena. Essa fase, a mais restritiva e inédita até o momento, restringiu mais 14 setores da economia e apertou o toque de recolher, das 20h às 5h, com a proibição de circulação de pessoas.

LOCKDOWN EM CAMPINAS

Em Campinas, a possibilidade de lockdown foi anunciada ontem por Dário, após uma reunião com gestores de hospitais públicos e privados. No encontro, o município suspendeu as cirurgias eletivas nos hospitais privados devido a superlotação. Ontem, 100% dos leitos SUS de Campinas estavam lotados - incluindo a rede municipal e o HC (Hospital de Clínicas), da Unicamp.

Você viu?

Ontem também Campinas registrou um marco negativo nessa pandemia. A cidade ultrapassou 2 mil mortos pela doença.

A situação é considerada crítica desde o dia 22 de fevereiro, quando o SUS municipal atingiu 100% de ocupação. Desde então, tanto a rede municipal como o HC têm enfrentado dias de lotação com o acirramento da pandemia de covid em Campinas. A Rede Mário Gatti inclusive já afirmou que considera este o atual momento como o pior da pandemia.

MEDIDA NECESSÁRIA

A medida mais severa - que pode impedir circulação de pessoas durante certo período - é defendida por especialistas da área da saúde e também jurídica. O médico epidemiologista da Faculdade São Leopoldo Mandic, André Ribas, a adoção do lockdown é importante em Campinas para diminuir, de forma drástica, a transmissão de covid-19.

"É uma medida que, do ponto de vista social é altamente custosa, no sentido das pessoas de se privarem de liberdades, mas tem que ser adotada em algumas situações. Em Campinas é necessário", disse ele.


Inclusive, o médico ressaltou que a medida se tomada em conjunto, de forma estadual ou regional, poderá trazer mais efeitos. "Campinas não deveria ser uma coisa isolada. Isso fragiliza um pouco o resultado. As medidas de controle devem ser tomada de forma organizada. No estado de São Paulo, já está claro que a situação é bastante complicada. E as medidas tomadas agora, com um pouco mais de rigor, não são muito diferentes das anteriores", analisou.

Para o advogado especialista em direito público Paulo Braga, o lockdown estará respaldado juridicamente caso esteja apoiada em critérios técnicos, que provem de fato que o lockdown é necessário para conter o avanço da covid-19. "Se o governo do Estado ou o prefeito municipal tiverem critérios técnicos que indicam que este é o melhor caminho, o poder judiciário, em hipótese alguma, poderia atender pedidos de empresas e comércios", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários